O que eu entendi sobre: Protocolo, Cerimonial e Etiqueta em Eventos – uma prática ao alcance de todos

Peço desculpas se me alonguei, sei que em um blog os textos devem ser curtos, mas quis compartilhar sobre o livro que já está a venda e será lançado oficialmente no dia 20/07, na Livraria da Vila. Compartilho, também, aos interessados no assunto, principalmente profissionais  e estudantes de Relações Públicas. Deixo como dica bibliográfica.

Sobre o livro:

Livro escrito por Paulo Regis Salgado, formado em Comunicação Social na área de Relações Públicas, trabalhou na Assembleia Legislativa de São Paulo como chefe do setor de Relações Públicas da Assistência Militar, participou da organização da cerimônia de exéquias de Ayrton Senna, em 1994. Atualmente ministra aulas na Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação e é chefe de gabinete da subprefeitura Guaianases/SP. Com uma vasta experiência prática, tanto na área privada como na pública.

O Prefácio é escrito por Nelson Speers (Presidente de honra da Organização Internacional de Cerimonial e Protocolo), que elogia a iniciativa e a capacidade de focar seu trabalho às aspirações humanas do profissional em questão.

“Paulo Regis Salgado representa para nós uma nova geração de profissionais que centralizam seu trabalho no relacionamento humano” (Salgado, 2010, p.9)

Já o Professor Dr. Fábio França passa sua mensagem na apresentação do livro, nos mostrando e dando exemplos à importância do protocolo, cerimonial e etiqueta em nosso cotidiano e exalta a experiência do autor.

“Para nos sairmos bem, precisamos estar atentos às normas da convivência oficial e social. Foi tudo isso que o professor Paulo Regis captou e o levou, com sua experimentada lide em diversos campos sociais, militares e acadêmicos, a escrever ‘Protocolo, cerimonial e etiqueta em eventos’ para facilitar o cumprimento dessas normas e garantir o sucesso das pessoas nas suas inter-relações com outras.” (Salgado, 2010, p.14)

O professor, na introdução do livro, começa sua explicação sobre o tema proposto e diz que o mesmo pode ser usado por estudantes e profissionais das áreas de comunicação, eventos, marketing, relações públicas, turismo, secretariado, publicidade e propaganda, além de empresários e executivos dos setores privado e público. Enfatiza a importância de se saber do assunto para vida social e profissional. Um cerimonial, um evento, precisa de planejamento – e o grande público ainda precisa deixar de lado estereótipos como “evento é ‘festinha’ de última hora da empresa” e, sim, pensar em eventos e cerimonial como um instrumento de comunicação organizacional. Para ele, que possui um olhar profissional, o verdadeiro evento é visto como um veículo de comunicação dirigida aproximativa e deve compor a comunicação integrada das organizações.

“Estou convicto de que essa é a diferença entre o ‘churrasquinho’ ou a ‘festinha’, na visão descompromissada e corriqueira” (Salgado, 2010, p.20)

Professor Paulo Regis deixa claro que é fundamental a correta compreensão da prática cerimonial e do protocolo como técnica de relações públicas, e que a etiqueta, se bem utilizada, dará qualidade ao evento. Propõe-se também afastar conotações do evento ”água com açúcar” ou “empadinhas criativas”, lembrando uma matéria de 1998 no jornal Estado de São Paulo, de Vera Simões. O livro é divido em cinco capítulos, possuindo, ao final, as considerações finais.

Primeiro Capítulo: “Cerimonial – Pondo os pingos nos is”

O dado capítulo inicia dizendo que o homem precisa de interação e integração social e as empresas, como organismos sociais, realizam e participam de eventos para aproximação destas. E, assim, pode-se tirar uma base do porquê cresce o investimento na área comunicacional, sobretudo na organização de eventos, cerimonial e protocolo, que, se utilizado com profissionalismo e qualidade, sempre alcançará os objetivos desejados. Quando conceitua afirma que protocolo é um conjunto de normas que terá que ser obedecida para dar maior solenidade a eventos e atos. O cerimonial acontece com a sucessão de atos que integram um evento, sendo ele público ou privado. O evento é o acontecimento que se caracteriza pela possibilidade de reunir um grande número de pessoas com uma finalidade especifica, constituindo um objetivo principal que justifique sua realização. Eventos não são só alegres, podem ser fatos como exéquias ou atos equivalentes.

Como ele diz, é bom enfatizar que as atividades de protocolo, cerimonial e evento estão interligadas e que, após uma sucessão das partes dos eventos, é o cerimonial, na prática, que o torna atrativo e facilita a conquista do objetivo de um evento. E, para qualquer um que se prontificar a cuidar de um de um, seja cerimonialista ou responsável organizador, tem que saber de tal e, por conseqüência, de protocolo quando for algo que exija maior formalidade, como presença de uma autoridade, por exemplo.

Segundo Capítulo: “Cerimonial – Visão Geral Administrativa”

Segundo Paulo Regis:

“A visão administrativa do cerimonial contempla a ideia do processo de ordenação, estruturação e integração de recursos e órgãos, com suas respectivas incumbências, que deve orientar qualquer empreendimento humano para atingir objetivos específicos, predefinidos.” (Salgado, 2010, p.45)

Seu ponto de partida é o planejamento, didaticamente segmentado no sentido do que é planejar. Tem uma citação de um ditado popular neste capitulo que diz: “Evento, sem planejamento, é vento”.

Planejamento é divido em três níveis: o estratégico (objetivo, missão, calendários de eventos, calendários de ações, criação de peças…); tático (metas, finalidades, diretrizes, cronograma, previsão de recursos, treinamento, serviços…); e operacional (programa de ação, planos de execução, check-list, programação detalhada…). Tudo isto inserido em uma visão prática de planejamento, organização, coordenação, controle e execução de eventos.

Terceiro Capítulo: “Cerimonial & Protocolo – O protocolo é lei”

Este capítulo aborda a legislação que será o norte daquele profissional responsável pelo cerimonial, com um enfoque especial quanto ao que se  trata de normas que regem o cerimonial público federal que refletirá nos Estados e municípios e a Lei dos Símbolos Nacionais, consolidando um conjunto de regras protocolares – que alguns chamam de cerimonial oficial -, constituindo um ponto de partida e modelo para o cerimonial misto e privado.

“Na prática, em especial o Decreto nº 70.274, de 9 de março de 1972, com respectivas alterações pelo Decreto nº 83.186, de 19 de fevereiro de 1979, corporifica a principal legislação, no Brasil, que explicita as regras de protocolo e a ordem geral de precedência que deve ser adotada nas cerimônias nacionais” (Salgado, 2010, p.78)

Protocolo é lei, devendo ser cumprido em qualquer ato, solenidade, cerimônia e eventos. Exemplos: Como a bandeira nacional pode ser apresentada, como se portar na posse do Presidente da República, falecimentos de autoridades etc.

Quarto Capítulo: “O cerimonial de conduta – A etiqueta”

Destaca-se a importância do comportamento social, que, se bem praticado pelo anfitrião aos seus receptivos, evita-se constrangimento para quem quer que seja. Etiqueta é orientação de comportamento. Ele recorda um ensinamento prático de um curso de boas maneiras em cinco lições quando se refere à etiqueta de apresentações de pessoas:

1 – As cinco palavras mais importantes: “O erro foi meu, desculpe-me”

2 – As quatro palavras mais importantes: “Por gentileza, faça isto”

3 – As três palavras mais importantes: “Todos são importantes”

4 – As duas palavras mais importantes: “Muito obrigado”

5 – A palavra mais importante: “Parabéns”.

Ainda lembra a abordagem dos quatro “S” do evento: Surgir, Saudar, Sorrir, Sumir.

Existem também etiquetas nos trajes, nas conversações, nos convites e à mesa.

Quinto Capítulo: “Cerimonial – Decálogo para um cerimonialista”

São propostos, de modo sequencial, dez temas que integram o universo do cerimonial, constituindo assim um guia para quem queira adentrar nesta profissão. São eles: anfitrião e co-anfitriões, autoridade, check-list, cronograma, homenageado, mesa de honra, mestre de cerimônias, precedência, protocolo e receptivo.

Considerações Finais

Reforça a importância do cerimonial no cotidiano, acreditando minimizar preconceitos como se o cerimonial possuísse preciosidades desnecessárias, até, de modo vulgar, ser chamado de “frescura”, que é estereotipada por aqueles que não entendem com clareza sobre o assunto.

“Finalmente, Protocolo, cerimonial e etiqueta em eventos propicia ampla e profunda reflexão a respeito do assunto e, paralelamente, ao apontar exigências e o nível de profissionalismo e investimento do mercado, aliados aos aspectos de qualidade que devem pautar quaisquer iniciativas pessoais ou empresariais, revela a importância e a real necessidade de conhecimento do tema, como fator fundamental e decisivo para o sucesso e o êxito nos empreendimentos,” (Salgado, 2010, p.259)

SALGADO, Paulo Regis. Protocolo, Cerimonial e Etiqueta em Eventos – uma prática ao alcance de todos. São Paulo: Editora Paulus, 2010.

Anúncios

17 pensamentos sobre “O que eu entendi sobre: Protocolo, Cerimonial e Etiqueta em Eventos – uma prática ao alcance de todos

  1. Parabéns pelo texto!
    É sempre bom ver mais um livro nessa área.
    Abs,
    @alexandre_amc

  2. Olha só, tantos livros bons, não só na área de RP, como na de comunicação social em um todo, né?
    Ainda bem que temos tantas influências desse modo..
    Será que no futuro seremos grandes escritores?
    #ficadica
    😉

    parabéns pela síntese, Galófa.

  3. Nossa, lendo esse texto, me senti nas aulas de Eventos do semestre passado com o Professor Paulo Regis.
    =)

    Adorei o textoo!!!!

    beijos

    • Raquel ainda não tive a matéria masjá me preparei para o próximo semestre rss..
      Obrigado e volte mais vezes divlgue aos seu amigos RPs ou comunicologos em gerall

      Beijos

  4. Muito bom o post! O crescimento de publicações como essa, siginifica um aumento da preocupação de profissionais com a realização de eventos! Aumenta tbm, o respeito e valorização aos que trabalham na área.
    Estou indicando para vários amigos!
    Abs,
    @ivanacollino

    • Indique nosso blog também Ivana e volte mais vezes e quem sabe vc não seja a próxima a escrever uma obra que faremos um artigoe postaremos aqui?

  5. Lendo os comentários desse post, me deu a certeza de que não estamos estudando “sozinhos” durante as férias (vc, eu a tais, o pessoal do PCI..) rsrs.. É muito bom saber que nossos professores colaboram com a formação de inúmeros profissionais de comunicação (e outras áreas) não só com as aulas, palestras, minicursos (hãn… #fikadika) mas com LIVROS.. é inenarrável o orgulho que sinto em ter contato com tudo isso.. é muito gratificante saber que nossos mestres são tão ativos e que nossos colegas são tão empenhados em partilhar esses lançamentos.. novamente, parabéns Di (por mais esse brilhante post – já estou estudando tbm.. ^_^) e parabéns Professor Paulo Regis por mais uma obra (para a minha cabeceira e a de muitos outros profissionais e estudantes).

    • Que pelo menos no 6º semestre esta matéria seja mais tranquila.Mas pelo que vi não é tão simples, é livro para ter em mãos sempre pois existem muitas regras que não da paramemorizar é preciso consultar, como vc falou livro de cabeceira.

  6. Pingback: Lançamento do primeiro livro do Professor Paulo Regis Salgado «

  7. Pingback: Retrospectiva: Julho no @VersatilRP «

  8. Pingback: Os números de 2010 «

  9. Mto Bom. Estudo na faculdade que o Profº Paulo Salgado leciona e ainda não tive a oportunidade de ser ensinado por ele, mas acredito que até o final do curso terei essa honra.

    • Caro amigo Jailton, tudo bem?

      Ele foi meu professor e entende muito do assunto, acredito que você vai gostar das aulas.

      Obrigado pela visita ao blog e sempre que puder nos visite.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s