O Poder das Mulheres no Poder

Chegamos ao um novo ano. Momento de mudanças, renovações, expectativas, sonhos. Esperamos que nossos leitores tenham tido uma boa transição de ano e desejamos que todos seus objetivos sejam alcançados em 2011.

Falando em transição no dia 1º de janeiro deste ano, em Brasília, tivemos um fato histórico, o Brasil viu a posse de uma mulher na presidência. Dilma Vana Rousseff representa o triunfo de milhares de guerreiras de nosso país. Apesar de que, em minha opinião, a capacidade e competência não têm gênero.

Mas como um estudante de relações públicas além de pela primeira vez assistir com interesse uma posse, eu prestei a atenção no cerimonial e no protocolo que envolve um evento tão grandioso. Eu assistia na televisão e escrevia no Twitter, quando nossa amiga Gilceana Galerani parabenizou a diretora da Secretaria de Relações Públicas do Senado, Juliana Maria Guaracy Rebelo. Fui pesquisar sobre e no Portal do Senado pude ler que Juliana ingressou no Senado Federal no ano de 1998 e chefia o mesmo há 4 anos. É Relações Públicas e jornalista formada pela Universidade Federal de Minas Gerais e fez curso de especialização em cinema na Universidade de Sorbonne na França. Mostrando como somos versáteis. A preparação levou aproximadamente 5 meses e nos dias próximos ao evento Juliana serviu como modelo para o ensaio com o Rolls Royce presidencial e da revista de tropa.  Como uma comandante não ficou só no campo das ordens foi a campo e atuou juntamente com sua equipe.

Juliana ainda tem alguns importantes prêmios (além de administrar sua terceira posse presidencial), como:

Prêmio “Idéias” em 1999, na categoria Opinião Pública Institucional, concedido pelo

  • Conrerp – RJ, pelo projeto “Visite o Senado”;

 

  • Prêmio “Bem-te-vi”, na categoria filosófico-humanista, do Festival de Vídeo da Universidade Católica do Rio Grande do Sul, edição 1988, por produção realizada na Universidade Federal de Ouro Preto;

 

  • Prêmio “Opinião Pública” 2008, na categoria Relações Públicas e Meio Ambiente, com o case “Semana dedicada ao Continente Antártico no Congresso Nacional”, concedido pelo Conselho Federal de Relações Públicas.

 

A cerimônia marcou a despedida do presidente mais popular de todos os tempos com 83% de aprovação do povo brasileiro, visto como um governo bom ou ótimo. Mesmo com as presenças de José Sarney e Michel Temer que é o vice de Dilma, quem roubou a cena foi a mulher do vice-presidente Michel Temer. Ex-miss Marcela Temer que foi hit do Twitter e no veículos da imprensa mundial sendo até comparada a Carla Bruni primeira-dama da França. Estavam presente também Hillary Clinton, secretária de Estado dos EUA e o presidente Venezuelano Hugo Chávez que em um determinado momento apertou a mão da representante do “El Diablo” como por ele é chamado  os Estados Unidos .

Não sei se todos sabem mais o que regula as regras protocolares e ordem de precedência no cerimonial público é o Decreto nº 70.274 de 1972 com alterações em 1979, sobre posse presidencial diz:

Capítulo II

Da Posse do Presidente da República

 

Art . 37. O Presidente da República eleito, tendo a sua esquerda o Vice-Presidente e, na frente, o chefe do Gabinete Militar e o Chefe do Gabinete Civil dirigir-se-á em carro do Estado, ao Palácio do Congresso Nacional, a fim de prestar o compromisso constitucional.

Art . 38. Compete ao Congresso Nacional organizar e executar a cerimônia do compromisso constitucional. O Chefe do Cerimonial receberá do Presidente do Congresso esclarecimentos sobre a cerimônia bem como sobre a participação na mesma das Missões Especiais e do Corpo Diplomático.

Art . 39. Prestado o compromisso, o Presidente da República, com os seus acompanhantes, deixará o Palácio do Congresso dirigindo-se para o Palácio do Planalto.

Art . 40. O Presidente da República será recebido, à porta principal do Palácio do Planalto, pelo Presidente cujo, mandato findou. Estarão presentes os integrantes do antigo Ministério, bem como os Chefes do Gabinete Militar, Civil, Serviço Nacional de Informações e Estado-Maior das Forças Armadas.

Estarão, igualmente, presentes os componentes do futuro Ministério, bem como os novos Chefes do Serviço Nacional de informações e do Estado-Maior das Forças Armadas.

Art . 41. Após os cumprimentos, ambos os Presidentes acompanhados pelos Vices-Presidentes acompanhados pelos Vices-Presidentes Chefes do Gabinete Militar e Chefes do Gabinete Civil, se encaminharão par ao Gabinete Presidencial e dali para o local onde o Presidente da República receberá de seu antecessor a Faixa Presidencial. Em seguida o Presidente da República conduzirá o ex-presidente até a porta principal do Palácio do Planalto.

Art . 42. Feitas as despedidas, o ex-Presidente será acompanhado até sua residência ou ponto de embarque pelo Chefe do Gabinete Militar e por um Ajudante-de-Ordens ou Oficial de Gabinete do Presidente da República empossado.

Art . 43. Caberá ao Chefe do Cerimonial planejar e executar as cerimônias da posse presidencial.  Da nomeação dos Ministros de Estado, Membros dos Gabinetes Civil e Militar da Presidência da República e Chefes do Serviço Nacional de Informações e do Estado-Maior das Forças Armadas.

Art . 44. Os decretos de nomeação dos novos Ministros de Estado, do Chefe do Gabinete Militar da Presidência da República, do Chefe do Gabinete Civil da Presidência da República, do Chefe do Serviço Nacional de Informações e do Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas serão assinados no Salão de Despachos.

§ 1º O primeiro decreto a ser assinado será o de nomeação do Ministro de Estado da Justiça, a quem caberá referendar os decretos de nomeação dos demais Ministros de Estado, do Chefe do Gabinete Militar da Presidência da República, do Chefe do Gabinete Civil da Presidência da República, do Chefe do Serviço Nacional de Informações e do Chefe do Estado Maior das Forças Armadas.

§ 2º Compete ao Chefe do Cerimonial da Presidência da República organizar a cerimônia acima referida.

 

Dos Cumprimentos

 

Art . 45. No mesmo dia, o Presidente da República receberá, em audiência solene, as Missões Especiais estrangeiras que houverem sido designadas para sua posse.

 

Art . 46. Logo após, o Presidente receberá os cumprimentos das altas autoridades da República, que para esse fim se hajam previamente inscrito.

 

Da Recepção

 

Art . 47. À noite, o Presidente da República recepcionará, no Palácio do Itamarati, as Missões Especiais estrangeiras e altas autoridades da República.

 

Da Comunicação da Posse do Presidente da República

Art . 48. O Presidente da República enviará Cartas de Chancelaria aos Chefes de Estado dos países com os quais o Brasil mantém relações diplomáticas, comunicando-lhes sua posse.

§ 1º As referidas Cartas serão preparadas pelo Ministério das Relações Exteriores.

§ 2º O Ministério da Justiça comunicará a posse do Presidente da República aos Governadores dos Estados da União, do Distrito Federal e dos Territórios e o das Relações Exteriores às Missões diplomáticas e Repartições consulares de carreira brasileiras no exterior, bem como às Missões brasileiras junto a Organismos Internacionais.

Do Traje

Art . 49. O traje das cerimônias de posse será estabelecido pelo Chefe do Cerimonial, após consulta ao Presidente da República.

 

Da Transmissão Temporária do Poder

Art . 50. A transmissão temporária do Poder, por motivo de impedimento do Presidente da República, se realizará no Palácio do Planalto, sem solenidade, perante seus substitutos eventuais, os Ministros de Estado, o Chefe do Gabinete Militar da Presidência da República, o Chefe do Gabinete Civil da Presidência da República, o Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas e os demais membros dos Gabinetes Militar e Civil da Presidência da República.

Foi um evento muito pomposo, um aprendizado para um estudante que pode se deparar com a preparação de uma cerimônia deste porte, mostra que devemos cada vez mais nos preparar e sair um pouco do nosso “mundinho”, fazer como Juliana estudar cinema, sociologia, moda, que seja para ser um profissional cada vez mais completo. Mas algo ficou provado, mesmo sem precisar provar as mulheres que são as detentoras do poder.

Anúncios

6 pensamentos sobre “O Poder das Mulheres no Poder

  1. Como o próprio nome do blog a Juliana se mostra versátil no desempenho da função.

    Cerimoniais sempre me deixam com um frio na barriga enquanto acontecem e estão sobre minha responsabilidade… A chance de algo dar errado em um evento deste tamnaho é algo tão grande quanto o próprio evento.

    A profissional está de parabéns, pois se houve algum erro quase ninguem percebeu e comentou.

    Diego, muito legal de sua parte apresentar a referida lei da posse presidencial.

    Abraço
    @robsonrp

  2. Parabéns, Diego! Antenado e fazendo link da atualidade com a profissão. E batalhando nas férias, o que é mais interessante!

    A colega Juliana Rebelo merece todas as nossas honras. Não deve ser fácil desempenhar o papel dela e de sua equipe num momento como o da posse presidencial, e ainda da primeira presidenta do País – Milhões e milhões de pessoas assistindo! Baita responsabilidade.

    Essas histórias reais de desafios e sucessos é que fazem o melhor pela promoção da profissão de Relações Públicas.

    Abraço, sucesso!

    @Gilceana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s