Como Relações Públicas escolhe seu grupo?

Este ano é um ano diferente. O meu curso possuí 8 semestres, ou seja, 4 anos de estudos. Este ano, me graduo em Relações Públicas.

Fiz uma rápida pesquisa com amigos no MSN, Twitter e Facebook, alguns que concluíram em 2010 e outros que passarão pela mesma experiência que eu e concluirão o curso em 2011. Os que concluíram, relataram que é um trabalho gratificante, porém estressante e os que vão concluir já estão estressados de véspera, falam até em sobreviver e gastrite. Estou falando do Trabalho de Conclusão de Curso

Até aquelas pessoas que passam pela graduação “empurrando com a barriga”, quando chega esse momento repensa a atitude até então tomada, e começam “correr atrás do prejuízo”, muitas vezes é tarde demais.

Como deveria ser a formação de um grupo? Por afinidade e amizade ou por profissionalismo? Ou se conseguir a união de tudo isso? Creio que trabalhar com pessoas, que tenham afinidade e que sejam boas no que fazem é excelente, um sonho de 12 em cada 10 estudantes. E existem ocasiões que isso acontece.

Infelizmente, na grade curricular não existe uma disciplina chamada convivência, e tendemos a fazer “panelas”, a ficar perto das pessoas que parecem mais conosco, e, muitas vezes, a qualidade da formação fica um pouco comprometida. Mas, para muitos, isso tanto faz. Importante é estar perto de alguém que compartilha dos mesmos objetivos e fantasias. Que tenha bebido mais vezes com você no bar, que tenha te passado mais colas ou que foi mais vezes a balda com você. E aquela pessoa que tem vontade, competência, e desejo de crescer, de fazer algo grandioso, por não fazer parte da turminha fica as margens dos grupos.

Creio eu, que no curso de relações públicas, em que o grande foco está em saber lidar com todos os tipos de públicos, o quesito a ser levado em conta seria não o lado romântico das pessoas e sim seu valor profissional. Sei que falhei em diversos aspectos ao longo destes três anos de curso e assumo isso. Fui, muitas vezes, intolerante com o diferente e não respeitei a velocidade de aprendizado de cada um, mas creio que a culpa não foi só minha, de não ser tão semelhante quando a riqueza da convivência está nas diferenças e a construção do conhecimento nas divergências.

Enfim, o TCC está aí, farei, provavelmente, com alguém de outras disciplinas, mas continuo acreditando que o profissional deveria vir antes da amizade, em momento tão crucial. Não sei ao certo com quem e como farei, só sei que farei o meu melhor. Que esse melhor revolucione. Caros colegas não esqueçam que a vida é cíclica. Ela não termina na graduação. Encontraremos-nos no mercado de trabalho, futuramente, e espero que nossas habilidades de convivência tenham se desenvolvido, que tenhamos entendido que em nossas vidas não só precisamos de pessoas que nos falem “amém” para tudo. Faz parte do processo de crescimento conviver com pessoas que discordem.

Gostaria de saber como o estudante de relações públicas escolhe seu grupo, avalia os públicos ou por conveniência?  Desejo um bom TCC a todos.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Como Relações Públicas escolhe seu grupo?

  1. Olá Diego,
    Não sei se ajuda, porque me formei em 1995.
    Meu grupo estava formado para fazer o tcc para o Clube de Alphaville.
    Eu não gostei do cliente e da proposta. Eu queria fazer um trabalho que realmente ajudasse alguem e que minhas ações pudessem agregar valor ao cliente que precisasse dele.
    Fizemos eu e mais uma colega nosso TCC para a então Fundação do Bem Estar do Menor em São Berbardo do Campo (Atual Fundação Casa).
    Foi uma experiência maravilhosa. Veja, fizemos em duas pessoas.
    Mais importante que escolher o grupo é saber que todos tenham interesse em atuar para o objeto do estudo.
    Estou à sua disposição se precisar de ajuda.
    Um grande abraço

  2. Olá Diego,
    tudo bem?
    No caso do nosso grupo – Polaris Comunicação Integrada (Marcos, Leandro, Cris, Carol, Laura e eu), nos unimos por afinidade e também pelo fato de sermos responsáveis (o mais importante de tudo para seguir com o trabalho) e também pela paixão pelo curso de RP. Todos nós, trabalhamos na área e também somos apaixonados pela Relações Públicas.
    Antes da Polaris, éramos divididos em dois grupo, pesamos o que seria melhor para nós… e estamos aí…
    super elogiados =]
    Eu super amo o meu grupo e acredito em cada um de nós!
    Boa sorte…
    E relexa, que não é nenhum bixo de 7 cabeças… Basta TODOS do grupo TRABALHAR… =]
    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s