Muito além de xingar muito no Twiter

Como diria um amigo: “a maioria das redes sociais são como grandes blocos de anotações compartilhados’ e hoje, quando algo não nos agrada, juntamos em nosso ‘bloquinho’, que pode chegar a ser compartilhado com milhões de pessoas, e qualquer citação com nomes de empresas podem gerar grandes repercussões”.

Isso já é fato nos últimos tempos, poderíamos citar vários cases de empresas que tiveram problemas/insights ao serem citadas nas redes, e no caso de problemas, normalmente há um posicionamento da empresa, uma tentativa de amenizar potenciais crises, mas, esta semana me deparei com um Blog dedicado exclusivamente à mobilização de pessoas que foram lesadas por uma grande construtora civil. Reclamar no Twitter, todos já fizemos alguma vez, mas escrever um Blog só para esse fim, é porque a coisa esta realmente feia.

A autora, uma RP, faz acusações fortíssimas e convida as pessoas a contarem também suas historias, que não são poucas, sobre os problemas que tem com a empresa. E o que a construtora, que esta ciente deste Blog e de todas as reclamações que levaram a sua criação esta fazendo a respeito? Isso mesmo, nada! No site da empresa não há sequer um ‘fale conosco’ estruturado, e nada sobre os problemas que tem tido ultimamente. As falhas de comunicação da construtora podem ser facilmente detectadas, o desencontro de informações do site com as folheterias e o Call Center são só um exemplo.

Esse caso me fez lembrar de companhias como Mcdonalds e Coca-Cola, que tem em seus sites uma parte exclusiva para desmistificar boatos e mitos, deixando claríssimo os problemas já enfrentados e como saíram dele. Tudo bem que estas empresas não estão no mesmo pé de comparação, já que atuam em ramos de mercado e com públicos bem distintos de uma construtora, mas podem servir como exemplo neste caso, tratando com o mínimo de transparências os problemas que vieram e que vem a público.

Fato é que não adiantam anúncios bonitos se a experiência é contraditória. Basta pensar como consumidor, quando estamos pesquisando sobre algo que vamos comprar, o que levamos mais em consideração: a opinião de amigos e os resultados que encontramos na Internet, ou os anúncios da empresa? O boca-boca ainda é muito eficaz para se construir ou acabar com a reputação de uma empresa, isso sempre foi assim, mas hoje uma única pessoa pode falar com milhares de outras impactando de forma expressiva qualquer boa imagem. Preocupar-se com isso é ter visão estratégica. Então, construtoras e empresas que ainda acham que o cliente só é importante na hora da compra, saibam que ele é seu principal instrumento de marketing.

Vale a leitura do Post do UniRP desta semana “Melhor uma reclamação na mão, do que milhares na web”!

 

@nana_faria

 


Anúncios

11 pensamentos sobre “Muito além de xingar muito no Twiter

  1. Muito bem, Muito bem Muito bem, Cris marcando presença aqui no Versátil. Digo Cris pois a autora do Blog em questão se formou comigo 🙂

    Acho que o dilema da comunicação na era das redes sociais é “como se comunicar”. Parece que as plataformas evoluem mas as mensagens e relações não né?

    Welcome Back!

    Pedro Prochno
    @prochno
    http://www.blogrelacoes.com.br

    • Já diria nosso grande amigo Einstein: “Nenhum problema pode ser resolvido no mesmo nível de consciência em que foi criado.” Pensar fora da caixa é o grande desafio e a grande solução para o novo cenário de interação e relacionamento que os consumidores pedem hoje.

      Obrigada, estamos retornando com todo o gás, logo menos novidades aparecem por aqui!

  2. Excelente texto!

    Exemplo mais recente foi Chinês que destruiu uma Lamborghini com golpes de marreta.

    Mesmo sendo um automóvel usado, trata-se de um produto de alto custo, por esse motivo ninguém espera que tenha defeitos. Pior de tudo, foi não solucionar o defeito do carro e muito menos prestar um pós venda adequado.

    Resultado: Milhares de pessoas ao redor do mundo assistiram a cena!

    O potencial consumidor vai comprar carros dessa marca?
    Aposto que não.

    As empresas mais antenadas, ou calejadas, já conhecem o poder da mídia digital.

    Ou te levanta, ou te destrói!

    • Muito obrigada!

      Adorei a sua colocação, realmente a mídia social pode te levantar ou te destruir, e exemplos disto estão espalhados por aí!

      • Realmente é um assunto bem observado e que vale a pena ser pensado!

        Com certeza a mídia social não é somente a soma da divulgação das empresas/produtos por meio das mídias digitais e a capacidade de interação das redes sociais. Mais que isso, ela consegue atingir a percepção do indivíduo como um cliente forte e participativo dentro do sistema, gerando novos caminhos coletivos.

  3. Muito bem nana 🙂

    Essencial é a palavra!

    O lado negro são empresas que se dizem pensar no outro lado e na verdade visam apenas lucros.O MC é uma dessas empresas de fachada, que carrega uma ideologia tão forte…que a maioria das pessoas não percebem a mentira que elas acreditam como verdade!

    Beijim :**

    • Até o Magno apareceu por aqui. Esse texto nos remete à hipocrisia verde exercicida por pessoas e empresas.

      Novamente seja bem vinda ao que você nunca deixou se fazer parte e parabéns pelo texto.

      • É o que chamamos de Greenwashing, ou maquiagem verde em outras palavras, olha só, inpiração para outro post mode On! Rs
        Obrigada novamente Galofa’s!

    • Já diria Hitler: Quando maior a mentira, maior é a chance de ela ser acreditada!
      Mas neste caso, pelo menos ngm mais acredita no hamburguer de minhoca! Rs
      Obrigada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s