Pesquisa do macroambiente em relações públicas.

Talvez alguns já saibam que parte da equipe do Versátil (o Diego e eu) está na fase do tão temido TCC (trabalho de conclusão de curso) ou PEx (projeto experimental). Então, nada melhor do que unir o útil ao agradável, não é mesmo?

A primeira fase do PEx é quase que completamente pesquisa da organização modelo, do histórico, dos públicos, elementos da marca, clima organizacional, administração e ambientes – macro e micro. Nos últimos dias tenho realizado pesquisas sobre a variável tecnológica do macroambiente, diga-se de passagem muito interessante.

Contextualizando, o macroambiente é formado por 06 variáveis: político-legal, econômica, sócio-cultural, naturais-geográficas, demográfica e tecnológica. Em algumas bibliografias as nomenclaturas podem mudar mas o conceito e objetivo são os mesmos: analisar o ambiente em que a organização está inserida e diagnosticar sua atual situação.

Bom, meu grupo tem como cliente uma ONG (organização não governamental) de incentivo a leitura e criação de bibliotecas comunitárias. Observando pelo prisma tecnológico há pelo menos dois aspectos bastante relevantes: a disseminação rápida e massiva dos livros na web e os leitores digitais de livros, no Brasil as marcas mais famosas são o Kindle da Amazon e o Reader Digital Books criado pela Sony.

Quais os benefícios desses aparelhos? Capacidade muito grande de armazenamento, mobilidade, interatividade, possibilidade de fazer anotações sobre a leitura e ainda  a criação de ambientes virtuais para contextualizar a história, claro que este último ainda está em desenvolvimento. Todavia no Brasil os leitores digitais e  os formatos digitais de obras literárias ainda não são tão usuais.

Mas, o que tudo isso tem a ver com as atividades de relações públicas e com qualquer outro planejamento estratégico? Tudo. Afinal, é a partir dessa e das demais pesquisas que serão desenvolvidos os planos, projetos e programas.  Identificar os hábitos de consumo de leitura, de tecnologia etc é essencial nesse caso. E mais essencial ainda é a constante atualização do profissional de relações públicas em relação às tendências, às questões políticas e sociais do contexto em que está inserido.

Como diz Margarida Kunch, entre outras finalidades do planejamento estratégico de RP:

São inerentes ao processo de planejar e implementar ações de relações públicas, como: avaliar as potencialidades, limitações, oportunidades e ameaçãs do ambiente global das organizações e as implicações e consequências para a comunicação.

@tais_so

Anúncios

2 pensamentos sobre “Pesquisa do macroambiente em relações públicas.

  1. Talvez não sejam tão usuais por não ter grande acesso. Muita gente nem acesso a internet tem. Para mim a Internet só será um local democrático quando todos tiverem a mesma capacidade de aproveitar das novas tecnologias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s