A relação dos comunicólogos com o empreendedorismo

A inspiração para esse post veio da publicação do Gustavo Carneiro no blog Relações intitulado: A segunda onda do empreendedorismo. Considero um debate interessantíssimo, principalmente ao que se refere às iniciativas nas universidades, destaco aqui o trecho: “Mas estamos caminhando para um novo paradigma, em que não ensinaremos para que o aluno arrume um emprego, mas para que ele possivelmente crie seu próprio emprego.”.

Particularmente eu sempre tive um encanto pelo tema e ultimamente tenho visto algumas iniciativas de colegas de profissão que chamaram minha atenção. Conversei com alguns deles sobre seus projetos, metas e como a formação em comunicação auxilia no processo de gestão. Segue

 

Oh! GeorgeteOh! Georgete: gosto tanto do tema que iniciei meu próprio empreendimento. A Oh! Georgete é uma marca de roupas femininas em parceria com uma amiga, a Talita Torres Design de Moda, desenhista, costureira e outros talentos mais. A ideia de criar a marca e juntar nossas duas áreas de atuação teve início em setembro de 2012 com o planejamento, o lançamento oficial ocorreu no mês de março, por ser o mês das mulheres. A nossa inspiração foi o desejo de trabalhar com o que realmente nos motiva, obter certa flexibilidade e maior qualidade de vida. Já a inspiração da marca veio da sétima arte: o cinema, além disso, literatura e música serão temas recorrentes nas produções.

Do meu ponto de vista a comunicação, sobretudo as relações públicas, tem uma ligação muito forte com empreendedorismo. Das habilidades que estudamos e desenvolvemos no período acadêmico e nas experiências profissionais é nitidamente útil a capacidade de ter visão do todo, tino com os relacionamentos, analise dos públicos e a coluna dorsal que é o planejamento estratégico. Mas nós, eu RP e a Talita design de moda, não dominamos todos os assuntos e contamos parceiros de outras áreas como publicidade e áudio visual, ou ainda mentores com mais experiência na área.

 

FridayRevista Friday: o líder da Friday é o Pedro, 20 anos e estudante de Publicidade. A revista foi lançada em dezembro de 2011, atualmente conta com 30 integrantes estudantes e aspirantes de comunicação de vários cantos do país e até de outros como os Estados Unidos, Irlanda e Holanda, além de um especial que se passou no Qatar.

A inspiração da Friday foi a revista OffLine que circula em várias universidades do país. Segundo Pedro, o objetivo é criar um espaço colaborativo, entre jovens de todo o Brasil e do mundo, envolvendo conteúdos de cultura, comportamento e entretenimento.

Sobre o conhecimento adquirido na faculdade e o uso no empreendimento o futuro publicitário afirma que usa os princípios de design e a aplicação de estratégias de comunicação que se adéquam a linguagem do público da Friday. Sobre a união entre comunicação e empreendedorismo Pedro afirma: “O lado bom em ser um aspirante a comunicólogo e empreendedor é que possuímos uma visão ampla, não só de negócios (que também aprendemos em sala de aula) mas de comunicação que é um dos pilares fundamentais para que haja um bom negócio”.

 

Visual Art Visual Art Fit: o empreendimento é da Roberta, Relações-públicas que atualmente cursa Pós em Gestão de Negócios com ênfase em Marketing e de seu namorado César Lima personal trainner. Observando o ambiente de trabalho, César notou que seria uma boa ideia oferecer aos seus alunos uma loja de roupas especializada em fitness. A dupla utiliza como estratégia de venda os bazares itinerantes dentro das academias parceiras. Em paralelo há o plano de um e-commerce para expandir os negócios. Segundo Roberta, o objetivo é fazer com que a roupa seja um elemento de inspiração para uma mudança de hábito na vida das pessoas.

Sobre as habilidades adquiridas no curso e sua aplicação no empreendimento Roberta afirma que utiliza: “a capacidade de reconhecer e fazer ações dirigidas para o público que queremos atingir; desenhar estratégias compatíveis com o mercado concorrente; negociar melhores preços com fornecedores; conquistar e fidelizar clientes com ações específicas após reconhecimento das necessidades de cada um deles. Fomos capacitados a ter visão holística do negócio e o know how que adquirimos nos permite empreender e evitar inúmeros erros.”.  

 

IMBIMB – Músicas para Cerimônia: um empreendimento dos colegas Henrique e Érica, namorados e Relações-públicas. Érica já cantava em casamentos desde 2008, notou que essa atividade poderia abrir outras oportunidades, então o casal juntou-se  com outro amigo que tinha boa experiência no ramo e criaram a IMB para  oferecer música de qualidade profissional para cerimônias de casamento, debutante e outros eventos musicais.

Sobre as habilidades acadêmicas afirmam usar principalmente os conhecimentos em eventos, etiqueta e planejamento estratégico, além de marketing, fotografia, audiovisual e produção gráfica.  

Sobre se comunicação e empreendedorismo combinam, Érica afirma: “basta ser criativo. Mesmo os comunicólogos que trabalham dentro de alguma grande organização também precisam ser empreendedores de seus projetos e ideias. Sendo assim um funciona em condição do outro.”.  

 

São alguns exemplos de iniciativas que não são exclusivamente no campo da comunicação, como uma agência ou setor especializado, mas de atividades econômicas em que o bom uso das ferramentas é extremamente necessário. E essa é uma constatação óbvia pra nós que estudamos esse elemento crucial na vida de qualquer empresa, mas num momento como esse em que a valorização da profissão volta ao debate, desenvolver um bom projeto de comunicação  em empreendimentos criados por comunicólogos e obter bons resultados talvez seja uma ótima maneira de dizer aos “leigos”: Olha, investir em comunicação vale a pena! 😉

Como a Érica comentou acima é possível empreender no próprio ambiente de trabalho, mas com o crescimento de possibilidades (capacitação, investimento, inovação, criatividade, internet) de fazer seu próprio emprego vale a pena arriscar uma nova forma de fazer. Aqui no Versátil RP o tema é bastante recorrente, para ler os demais posts >> empreendedorismo.

Anúncios

8 pensamentos sobre “A relação dos comunicólogos com o empreendedorismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s