Para que a profissão Relações Públicas no Brasil se torne cada vez mais reconhecida

Prazer, eu sou RP!

Prazer, eu sou RP!

A falta de reconhecimento das Relações Públicas não é segredo para ninguém. Seja como atividade, cargo, arte ou profissão, o termo não é só pouco compreendido, mas pouco valorizado. Para os estudantes, o assunto é discutido desde a primeira matéria do curso (provavelmente “Introdução a Relações Públicas” ou alguma outra que aborde a história da atividade). Para os profissionais, a questão é recorrente de entrevistas de emprego a conversas de bar. E para você?

O primeiro passo que defendo é o “auto-reconhecimento”. Isso significa aceitar os desafios que cercam a profissão e não se abalar com comentários negativos, pejorativos e desmerecedores de qualquer atenção. Alguns exemplos? Superar brincadeiras como a clássica piadinha “O que o RP faz?” (A resposta vocês já sabem, com variações: “Café” ou “festinhas”. Ou, se não se importar, veja outras piadinhas).

O segundo passo é divulgar para as pessoas a sua volta o que você e seus colegas de profissão realmente fazem. Não adianta querer exigir coisas impossíveis dos órgãos competentes – como os Conrerps, Conferp, ABRP e demais associações – se nem o profissional luta pelo reconhecimento através das pessoas em seu círculo social. Se nem sua mãe, seu namorado ou seu melhor amigo sabem o que é um RP e o que um RP faz, fica difícil querer cobrar algo das associações de classe, não acha?

O terceiro passo? Não ser intransigente e irredutível em relação à profissão. Em tão pouco tempo, já cansei de ver profissionais e professores de mente fechada, principalmente quando em relação à interface com áreas como o marketing. A realidade é uma só, cheia de mudanças e muita competitividade. Cabe ao Relações-Públicas mostrar tudo o que é capaz de fazer e, com competência e criatividade, trabalhar em parceria com áreas afins.

Mas nem tudo está perdido! Felizmente, vemos ações rumo à valorização que merecem respeito, como é o caso da campanha permanente de valorização das Relações Públicas, promovida por Marcello Chamusca e Márcia Carvalhal, através do Portal RP-Bahia. O próprio Versátil RP e blogs como RPalavreando e RPManaus são outros bons exemplos. Iniciativas assim devem ser ampliadas e levadas em consideração.

No contexto empresarial, a comunicação está longe de estar apenas no “Departamento de Comunicação”, como muita gente costuma pensar. Acreditar nisso é um erro. Ela está em todos os setores: no TI, no Comercial, em Produtos, no Financeiro, na Diretoria, de cima a baixo, de baixo a cima na “pirâmide organizacional”. Nesse sentido, cabe ao RP atuar de maneira consistente em prol de uma comunicação eficiente.

Para as Relações Públicas continuarem rumo ao reconhecimento, os próprios profissionais devem entender a dinamicidade da atividade e que RP está em todos os lugares. Às vezes, de maneira mais sutil – é aí que está parte do desafio.

E você? O que faz pela valorização das Relações Públicas? Comente, compartilhe e nos ajude a melhorar este debate!

Anúncios

4 pensamentos sobre “Para que a profissão Relações Públicas no Brasil se torne cada vez mais reconhecida

  1. Olá, achei sensacional o texto e parabéns ao Versatil pela escolha.
    Felipe, você disse tudo Às vezes, de maneira mais sutil – é aí que está parte do desafio.

    • Oi, Ana Clarissa!

      Obrigado pela visita e pelo comentário.

      Concordo contigo, a sutileza das nossas atividades não são vistas como deveriam e isso, sem dúvidas, atrapalham no reconhecimento da profissão. Como profissionais que nunca se cansam, continuaremos batalhando pela contínua valorização da profissão!

      Apareça sempre!

    • Olá, Marcelo. Obrigado pela sua visita ao Versátil RP, bem como pelo seu comentário. Apareça sempre! Um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s