Golaço da Nissan

nissan-logoOficialmente o Campeonato Brasileiro de Futebol encerrou-se no dia 08 de dezembro de 2013, quer dizer, diz a lenda, digo que é lenda, pois ainda o campeonato acontece via Justiça Desportiva. O “Brasileirão” tem 20 clubes e é disputado no sistema de pontos corridos, ou seja, quem fazer maior número de pontos sagra-se campeão e os quatro piores times são rebaixados para uma série inferior.

O Fluminense foi rebaixado, mas achou uma irregularidade envolvendo a Portuguesa e levou o caso à justiça e desde o dia 16 de dezembro, a situação se inverteu após decisão judicial. Caso queira acompanhar o caso clique aqui.

Mas o quero analisar é um fato que aconteceu envolvendo o Vasco da Gama, o seu último jogo no campeonato aconteceu contra o Atlético Paranaense em Joinvile e as torcidas dos dois clubes encenaram uma verdadeira cena de selvageria, veja o vídeo:


Vou salientar aqui que muitas empresas se dizem exemplos de Responsabilidade Social e a japonesa Nissan mostrou que seu discurso está alinhado com a prática. Ela era, até esse ato de barbárie entre as torcidas organizadas, patrocinadora do Vasco da Gama. Comunicando o rompimento de contrato de patrocínio com o clube no dia 16/12 a Nissan emitiu a seguinte nota:

Depois dos recentes atos de inaceitável violência, a Nissan informa que não manterá o contrato de patrocínio junto ao Club de Regatas Vasco da Gama.

A direção da Nissan considera que os referidos atos de violência são incompatíveis com os valores e princípios sustentados e defendidos pela empresa em todo o mundo.

O patrocínio havia sido assinado em Julho de 2013, e tinha previsão de duração de quatro anos.

A Nissan reforça seu compromisso com o esporte brasileiro como Patrocinadora Oficial dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016™ e apoio a 30 atletas olímpicos e paralímpicos do Brasil.

Em minha opinião uma atitude espetacular que outras marcas deveriam tomar também diante de tanta sujeira que vemos no futebol brasileiro atualmente, pois o clube quando carrega a marca da empresa em seu uniforme passa ser uma extensão da mesma e tudo que o clube fizer de negativo “respingará” também na empresa. No caso, a Nissan se sentiu prejudicada em ver seu nome envolvido com algo que vai contra os valores que diz ter.

A torcida, ou algumas pessoas que diz torcer pelo Vasco, respondeu o seguinte:

vasco

A minha opinião é que quem escreveu tal resposta, não pode ter falado sério, pois de alguma forma essas brigas entre torcedores organizados devem acabar e alguém tinha que dar o primeiro passo e a empresa japonesa fez o que está dentro de sua possibilidade e muitas outras empresas deveriam fazer a mesma coisa.

Vasco emitiu uma nota oficial em seu site, confira na integra:

O Club de Regatas Vasco da Gama foi informado na última segunda feira, dia 16 de dezembro, da decisão pelo rompimento unilateral do contrato de patrocínio por parte da Nissan.

O Vasco da Gama é um dos poucos clubes centenários do Brasil que desde o inicio de sua historia tem seus valores morais intocáveis, sempre lutando pela igualdade social, racial e servindo de instrumento para a interação entre as mais diferentes culturas, que unidas, literalmente, ergueram este gigante.

A violência vista em Joinville indignou a coletividade vascaína e a todos os cidadãos de bem ao redor do mundo, posicionar-se contra a violência nos estádios não é privilegio da Nissan. O Club de Regatas Vasco da Gama colocou-se a disposição da justiça e manifestou publicamente o interesse na punição dos envolvidos por meio de declaração de seu presidente Roberto Dinamite.

A violência em nada tem a ver com a história do Vasco da Gama, os torcedores envolvidos no episódio de Joinville não representam os mais de 15 milhões de vascaínos espalhados por todo o país e sendo assim, seguiremos nossa trajetória de luta social e apoio ao Esporte. Neste primeiro momento, buscaremos um entendimento junto a Nissan em relação a comunicação de rompimento unilateral.

A posição da empresa Nissan foi extremamente feliz, pois feliz ou infelizmente alguns seres humanos só param para pensar quando sofrem alguma perda financeira. Espero que não apenas os torcedores do Vasco da Gama perceba entendam que em qualquer esporte, utilizando uma colocação clichê, que o time adversário é apenas um rival e não um inimigo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s