Relações Públicas Futebol Clube

eduEstava eu pesquisando sobre o que escreveria para esse querido blog e ao mesmo tempo procurando cursos que possam auxiliar no meu crescimento pessoal e profissional. Encontrei um curso que promete um panorama sobre a atuação das Relações Públicas no esporte. Poxa, comecei a refletir o que um profissional de RP pode desenvolver no esporte, mas, como essa profissão centenária poderia ser usada no esporte mais adorado do Brasil: o futebol.

Coloquei no Google a expressão, “Relações Públicas e o futebol”.  O primeiro resultado da busca foi um conteúdo publicado no Portal RP, intitulado como “Relações Públicas no auxílio à empresa de futebol”, o estudo de caso do projeto experimental, desenvolvido no ano 2000 por alunos da Universidade Estadual de Londrina – UEL, procuram explorar como as habilidades de RP podem auxiliar o Londrina Esporte Clube.

Continuei minha procura por assuntos que envolviam as Relações Públicas e o futebol. Achei um texto interessante escrito por Braulio Staub no blog UniRP. O autor diz que o profissional de RP costuma atuar juntamente ao setor do marketing visando otimizar as ações de relacionamento.

O fato é que em muitas situações dentro do mundo do futebol é possível notar as Relações Públicas em ação, nem sempre sendo exercido por um profissional de RP. Veja este caso:

No último domingo (16) o Corinthians precisava vencer a Penapolense e seu rival São Paulo precisava vencer o Ituano para que o primeiro continuasse no Campeonato Paulista. O Corinthians empatou em 0 a 0 com a Penapolense e o São Paulo perdeu de 1 a 0 do Ituano, logo para alegria de muitos, Corinthians eliminado. Mas o que deve ser destacado não é o meu sofrimento corintiano e sim a atuação de Edu Gaspar, gerente de futebol e ex-jogador do clube.

Edu Gaspar começou jogar futebol nas categorias de base do Corinthians, chegando ao futebol profissional em 1998. Edu, como era conhecido na época que atuava, jogou em grandes clubes da Europa como Valência (ESP) e Arsenal (ING). Esteve na seleção brasileira de futebol entre os anos de 2004 e 2005. Encerrou sua carreira de futebolista no fim de 2010 atuando pelo Corinthians novamente e no clube iniciou sua carreira de gerente de futebol, cargo que exerce até hoje.

Com a eliminação do Corinthians o atleta Romarinho e o técnico Mano Menezes saíram de campo afirmando que o São Paulo teria “entregado” o jogo para o Ituano visando prejudicar a equipe alvinegra do Parque São Jorge. Por “entregar” a partida é bom salientar o seguinte:

O Campeonato Paulista 2014 dividiu os clubes em quatro grupos, em cada um dos grupos os quatro times grande de São Paulo (Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos), ficaram como cabeça de chave. Os dois clubes melhores colocados em cada grupo segue para as quartas de finais. Para melhor entendimento leia essa explicação da Folha de São Paulo.

Na rodada do ultimo domingo, para continuar disputando uma vaga para as quartas de final, o Corinthians precisava vencer o Penapolense e o São Paulo precisava vencer o Ituano, adversário direto do Timão. Durante a semana que antecedeu as partidas muito s especulou sobre o São Paulo entrar em campo com o time reserva, de que o clube iria jogar de forma mais relaxada para prejudicar e assim acabar com as chances de classificação do Corinthians. O São Paulo nunca havia perdido para o Ituano em seu estádio, o Morumbi, até esse último domingo.

Exposto esses fatos, foi aí que o Mano Menezes e Romarinho se acharam no direito de colocar em dúvida a dignidade dos profissionais do clube São Paulo, afirmando que estes haviam perdido para prejudicar o Corinthians deliberadamente.  Com muito feeling, Edu, pediu para o departamento de comunicação para que ninguém mais se declarasse sobre o assunto. Edu Gaspar agora tinha a missão, juntamente com a diretoria, de expor aos jornalistas qual era a posição do clube sobre o caso.

Na segunda-feira (17), o gerente de futebol procurou se pronunciar em programas esportivos de grande audiência como o Jogo Aberto da TV Bandeirantes e Globo Esporte da TV Globo. Em sua entrevista disse que o único responsável pela eliminação do Corinthians eram as próprias deficiências do clube e que tanto o jogador e o técnico estavam de cabeça quente e por isso teriam atacado ao clube do Morumbi. Gaspar foi além e convocou uma coletiva de imprensa para formalmente pedir desculpas ao São Paulo.

Casos como esse envolvendo o Corinthians devem existir todos os dias em diversas profissões. E assim vemos Relações Públicas harmonizando conflitos desnecessários e que mais ações como está sejam usadas no futebol. Melhor, que profissionais de RP possam atuar nesse mercado, trabalhando para minimizar a possibilidade de crises de imagem.

Ps. Sou corintiano e achei ridícula o posicionamento do Romarinho e Mano Menezes e achei muito importante a diretoria do Corinthians assumir que o único responsável pelo fracasso no Campeonato Paulista foi do próprio clube. Mesmo assim Vai Corinthians.

Anúncios

Um pensamento sobre “Relações Públicas Futebol Clube

  1. Ótimo texto, consegui enxergar melhor a posição do Edu Gaspar, acredito que ele fez isso também para não gerar conflitos futuros com o São Paulo, até mesmo em negociações, com essa atitude ele deixou a rivalidade apenas em campo, com a bola nos pés.
    PS: Sou Palmeirense Verde, FORZA, PALESTRA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s