015 – RP escreve a sua história com Felipe Medeiros

rp-facebookFelipe Medeiros é nosso convidado de hoje no “RP escreve a sua história”. Ele é estudante de Relações Públicas pela Universidade Católica de Pernambuco (desde 2012.1). Possui experiência em marketing, relacionamento com o cliente, assessoria de autoridades, eventos e cerimonial. Atualmente trabalha como Assessor do Cerimonial do Governo do Estado de Pernambuco.

VRP: Por que escolheu estudar Relações Públicas?

FM: Sempre soube que minha área era comunicação, porém nunca tinha me encaixado por felipecompleto nas áreas de Publicidade ou Jornalismo. Achava limitado. Até que um belo dia, ainda no ensino médio, conheci as Relações Públicas e foi amor à primeira vista. Área que consegui me encontrar e me encaixar por completo.

VRP: Como enxerga o cenário brasileiro das relações públicas?

FM: Vejo muito as pessoas reclamando da área, sendo bem sincero, eu não considero tão difícil se colocar no mercado atualmente sendo RP. Tudo depende da competência e da qualificação de cada individuo. Hoje, ainda sou estudante, e já atuo na área desde o primeiro ano da graduação. Busquei me adaptar ao mercado e fiz com que o curso se tornasse um diferencial.

VRP: Qual ou quais as pessoas que te inspiram a ser Relações Públicas?

FM: Por toda sua visão empreendedora, que acredito que deveria ser uma condição sine qua non para um RP, um dos profissionais que me inspiram é o Guilherme Alf. Tive oportunidade de conhecê-lo em 2013 em João Pessoa no ERERP.

VRP: Comemoramos em 2014 os 100 anos das Relações Públicas no Brasil, para você, a profissão é valorizada como deveria?

FM: Valorização, um problema que todos reclamam, porém, apenas poucos se movem para tentar resolver. Sim, considero hoje nossa profissão desvalorizada, mas isso pode se dizer que é nossa culpa também. Por não mostrar à sociedade a nossa importância, ou por simplesmente não esclarecer nossas atribuições e atividades. Vejo universidades de respeito aqui em Recife que infelizmente não formam turma de RP há mais de dois anos.

VRP: Qual mensagem deixaria aqui para ser lembrado na comemoração de 200 anos das relações públicas no Brasil?

FM: Querida Relações Públicas, espero que agora com 200 anos, nenhum (ou quase nenhum) dos seus profissionais precise dizer que não é sua função servir café e fazer só a festa de fim de no da firma.

VRP: Sabemos que o eixo Sudeste ainda concentra a maioria dos profissionais de área, bem como a maioria das vagas de trabalho oferecidas. Qual seria a maior dificuldade, em sua opinião, para a expansão nacional da área e das oportunidades de emprego?

FM: Um fator que dificulta a expansão nacional das oportunidades na área é o problema que falei anteriormente; O fato da sociedade não conhecer bem as atribuições do profissional e de quão importante ele é para o funcionamento da organização, seja ela pública, privada ou do terceiro setor. Isso faz com que as empresas passem a designar as funções do RP para profissionais com outras habilitações.

VRP: As Relações Públicas completam 100 anos no Brasil. O que você vê como a maior contribuição da profissão para o país, durante todo este período?

FM: Acredito que com o advento das Relações Públicas algumas empresas começam (mesmo que ainda a curtos passos) a se importarem com a forma que se comunicam com seus públicos, tanto externo, como o interno. O RP surgiu como profissional responsável pela manutenção do equilíbrio entre a empresa e esses públicos com os quais interage.
Ao dar importância a esse relacionamento, as empresas começam a ter um ganho que vai além do financeiro. A satisfação dos seus clientes e funcionários que não pode ser medida apenas em números.

VRP: Falando em história, conte mais sobre a sua história com a profissão. Por quê escolheu RP?

FM: Como falei no começo da entrevista, sabia que minha área era comunicação e só depois de conhecer as subáreas de comunicação que eu realmente vi que me encaixava muito mais com RP.
Minha história na área é bem recente, também estou no início de carreira. Comecei a universidade em 2012 já arrumando um estágio no segundo semestre, fui contratado para desenvolver e planejar ações/eventos de um centro de beleza. Ficando lá durante alguns meses. Logo depois fui trabalhar numa escola jurídica, um ramo totalmente diferente e com funções totalmente diferentes. Lá trabalhei na área comercial.

Até que em outubro de 2013, participei de um processo seletivo para o Cerimonial do Governo do Estado de Pernambuco. Onde estou até hoje. E desenvolvo várias atribuições de relações públicas em minhas funções. Exemplo, assessorando autoridades (Governador e Secretários Estaduais), organizando eventos, cerimonial e protocolo, trabalhando mailing list, dentre outras funções.

VRP: Qual é a área de atuação das Relações Públicas que você vê como mais promissora em curto prazo? Por quê?

FM: Acredito que uma área muito promissora é a Assessoria de Imagem para Políticos e Pessoas Públicas. Num mundo onde a notícia se espalha rapidamente, um descuido pode estragar uma carreira de anos.

Vejo nessa área uma oportunidade para o RP, e que deve pelas nossas atribuições, ser preenchida por nós. O que se precisa entender é que pessoas são marcas e a todo o momento estão “vendendo” sua imagem, vendendo o que quer transmitir. Pois poucos são os que chegam ao sucesso (ou se mantém) sem se preocupar com a sua imagem.

VRP: Agora, brincando de adivinhar o futuro, como você acredita que estará o panorama das Relações Públicas no seu segundo centenário brasileiro?

FM: Acredito que estaremos estabelecidos no mercado, que a sociedade irá saber nossas atribuições e como nós somos essenciais para o bom funcionamento das organizações. Afinal, todo mundo precisa de um RP. 😛

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s