074 – RP escreve a sua história com Tuane Nicola

rp-facebookPara fechar a leva de colaboradores Versátil RP nessa semana recebemos Tuane Nicola, 22 anos, Porto Alegre/RS. Graduada em Comunicação Social habilitação Relações Públicas ênfase em Multimídia pela UFSM/FW. Autora e fundadora do blog Fantástico Mundo RP, autora do blog Versátil RP e do Fala Mais, RP! Criativa, conectada, pilhada, amante de Relações Públicas e suas diversas possibilidades. On the road to find out.

VRP: Por que escolheu estudar Relações Públicas?

Na época de prestar vestibular não conseguia me identificar com nenhuma outra área ou curso, quando me deparei com um folder que apresentava RP fui procurar na internet mais sobre esse universo. Mesmo sem entender muito o que era a profissão escolhi o curso por que me senti atraída pelas disciplinas que oferecia e também porque todos os caminhos (perfil, testes vocacionais, gostos) me levavam à área da comunicação. Depois que comecei o curso e conheci de verdade o que era RP percebi que não poderia ter feito melhor escolha e que tivesse mais a ver comigo, foi paixão à primeira vista.

VRP: Como enxerga o cenário brasileiro das relações públicas?IMG_1447 (1)

Enxergo o cenário como enxergo a profissão: como um mundo de possibilidades. Mais do que nunca, toda empresa precisa trabalhar sua comunicação como um todo e de forma estratégica, o mercado está aí, temos que conquistar nosso espaço, mostrar a que estudamos, nos capacitamos e para que viemos…ainda há muito espaço para “ocuparmos”, mas estamos no caminho!

VRP: Qual ou quais as pessoas que te inspiram a ser Relações Públicas?

Os professores são nossos primeiros exemplos e motivações, depois tem os autores referências que conversam conosco através de conceitos e obras e por aí vai. Mas deixo registrado, duas grandes pessoas e profissionais de RP que me inspiram todos os dias: Ariane Feijó e Carolina Terra.

VRP: Comemoramos em 2014 os 100 anos das Relações Públicas no Brasil, para você, a profissão é valorizada como deveria? 

Não é valorizada como deveria ser, mas estamos trabalhando para isso. Acredito que RP é problema (meu) e seu. (https://medium.com/@tutinicola/rp-e-problema-meu-e-seu-9c5645d1e947) , ou seja, o problema e a solução da valorização está em nós mesmos (RP’s), basta enxergar (e agir). Faço parte da nova geração da profissão, acredito que esse ano de 2014 não vai passar em branco e que os 100 anos de Relações Públicas no Brasil é um marco para uma mudança na área que está só começando, mas que depende de cada um de nós.

VRP: O que você vê como a maior contribuição da profissão para o país, durante todo este período de cem anos?

Abrir os olhos das organizações para a necessidade de uma comunicação completa e eficaz. O RP consegue unir todas as ações, integrar as áreas e amarrar todos os laços para construir, melhorar ou manter a imagem das empresas e a harmonia do relacionamento entre ela e os seus públicos?

VRP: Qual é a área de atuação das Relações Públicas que você vê como mais promissora em curto prazo? Por quê?

Sem dúvida a área digital, sou suspeita para falar, meu trabalho de conclusão de curso foi sobre Relações Públicas Digitais e interação entre organizações e públicos no Facebook, vejo o quanto precisamos estar ligados a essa área dentro das organizações para conseguir construir uma comunicação completa e eficaz, contemplando on e off.

VRP: Conte mais sobre a sua história com a profissão. Como iniciou sua atuação?

Nunca fui de ficar parada, desde os primeiros semestres da faculdade atuei na Agência de Comunicação Integrada de Relações Públicas, participei do diretório acadêmico do curso e também durante a graduação fui estagiária de RP na assessoria de comunicação da UFSM/FW, ajudei a fundá-la e esse trabalho foi a base para minha atuação profissional.

VRP: Qual seu projeto de maior orgulho na área?

Não é um, são 3:
Ainda na faculdade, fundei junto com minhas colegas o Fantástico Mundo RP, a princípio o blog era um trabalho de sala de aula para a disciplina de Laboratório Multimídia, ele tinha como tema “a visão cotidiana das relações públicas por estudantes universitárias”, a disciplina terminou e seguimos com o projeto. Como nos formamos neste ano e renovar é preciso, relançamos o projeto com uma nova proposta.

Em setembro deste ano, iniciei no projeto Fala Mais, RP!, no qual temos o objetivo de aquecer e movimentar o mercado de RP através da troca de ideias, compartilhamento de experiências e construção de relacionamentos, para isso, produzimos conteúdos no nosso endereço e redes sociais e vamos a partir de dezembro, promover encontros em Porto Alegre para discutir temas. E por fim, o Versátil RP, que também iniciei neste ano e que vou contar um pouco no próximo item.

VRP: Há quanto tempo faz parte do projeto do blog Versátil RP? Quais foram suas experiência mais significantes? Qual publicação de sua autoria é sua preferida? Por que? 

Em maio de 2014 entrei pro time e passei a ser Versátil RP, foi uma entrada inusitada, me ofereci pra entrar no blog pelo Twitter, depois abriram uma seleção pelo Facebook e cá estou eu. O Versátil me possibilitou conhecer pessoas de vários lugares do país (a equipe é grande!), fazer novas amizades, aprimorar minha escrita e conhecimentos, mas além de tudo, mostra como é importante e bacana participar de iniciativas coletivas e colaborativas.

A experiência mais significativa foi a participação na RPWeek, onde pude conhecer alguns colegas do blog e participamos da mesa redonda com a nova geração de RPs do Brasil, depois disso contamos tudo no post “RP Week – Cada ponto de vista é visto de um ponto” esse é um dos posts que mais gosto por essa questão de construção conjunta.

VRP: Comente sobre o movimento de blogs/páginas/grupos sobre a temática relações públicas no país?

Podem nos chamar de chatos (por encher a timeline com posts novos todos os dias), loucos (por fazer sem ganhar dinheiro com isso) ou até dizer que estamos perdendo tempo… mas a culpa de tudo isso é da camisa que a gente veste, do amor ao que a gente aprendeu e ao que a gente insiste em seguir fazendo, amor por RP.

Aprendi muita coisa participando de projetos como estes, conheci pessoas, criamos uma rede… estamos discutindo, pesquisando, falando, nos atualizando sobre a nossa profissão e passando isso adiante, influenciando pessoas, divulgando, promovendo temas, encontros, enfim, fazendo a nossa parte para a mudança.

VRP: Qual mensagem gostaria de deixar para os estudantes e recém formados?

Deixo algumas frases das quais gosto muito:

– Pare de apenas desejar e comece a trabalhar para isso;
– Não é questão de ter tempo, é questão de fazer ter tempo;
– Felicidade não vem do que nós gostamos de fazer, mas de gostar do que nós precisamos fazer.
– Ser feliz é produtivo.
Enfim… ame o que você faz, mas acima de tudo, seja motivado todos os dias por isso!

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s