RP escreve a sua história com Daryanne Caldas

rp-facebookNessa quinta-feira quem conta a sua história aqui no Versátil RP é Daryanne Caldas. 26 anos, estudante de Relações Públicas, na Universidade Federal do Maranhão. Estagiária da Assessoria de Comunicação da UFMA. Atuou na Assessoria de Comunicação da 64ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, no ano de 2012.

VRP: Por que escolheu estudar Relações Públicas?

Daryanne Caldas: RP era uma das opções de curso da Universidade Federal do Maranhão que eu tinha afinidade, por isso quando fiz vestibular foi a minha escolha.

VRP: Qual ou quais as pessoas que te inspira/inspiraram a ser Relações Públicas?

Daryanne Caldas: Ao longo dos meus anos de curso tive várias referências de profissionais nos quais eu me inspirei e até hoje me inspiro. Como por exemplo, a maioria dos meus professores do curso. Posso citar um em especial que foi o Professor Esnél Fagundes que foi meu orientador na monografia e a primeira pessoa que me ofereceu a oportunidade de estagiar e aprender um pouco da profissão.Daryanne Caldas

VRP: Como enxerga o cenário brasileiro das relações públicas?

Daryanne Caldas: Bom, mercado sempre tem. Cabe ao profissional descobri as suas possibilidades de atuação;

VRP: Comemoramos em 2014 os 100 anos das Relações Públicas no Brasil, para você, a profissão é valorizada como deveria?

Daryanne Caldas: Penso que não. E não falo especificamente das Relações Públicas mas da Comunicação em geral. As pessoas com outras formações acreditam que qualquer pessoa pode fazer o nosso trabalho e não é bem assim. Trabalhar com comunicação não exige apenas técnica mas também experiência, embasamento do que está se fazendo.

VRP: Sabemos que o eixo Sudeste ainda concentra a maioria dos profissionais de área, bem como a maioria das vagas de trabalho oferecidas. Qual seria a maior dificuldade, em sua opinião, para a expansão nacional da área e das oportunidades de emprego?

Daryanne Caldas: Acredito que as maiores dificuldades são nas descobertas das diversas possibilidades de atuação do RP. Além disso, há diversos profissionais que não são devidamente qualificados trabalhando em nossos mercados de atuação.

VRP: Os futuros profissionais de Relações Públicas estão preparados para se adaptar as novas tecnologias e utiliza-las a seu favor? Onde as redes sociais se encaixam na estratégia de um plano de “RP”?

Daryanne Caldas: Penso que sim. Vivemos na era da inclusão digital e as pessoas, em sua grande maioria já são naturalmente preparadas para utilizar as novas tecnologias. As redes sociais podem ser utilizadas para obter a opinião de determinado público sobre algo, podendo ser utilizada também para fazer análise da reputação de uma empresa.

VRP: Qual mensagem deixaria aqui para ser lembrado na comemoração de 200 anos das relações públicas no Brasil?

Daryanne Caldas: A mensagem que eu deixo é que os profissionais e futuros profissionais de RP lutem pela nossa profissão para que ela seja cada vez mais reconhecida e valorizada.

VRP: As Relações Públicas completam 100 anos no Brasil. O que você vê como a maior contribuição da profissão para o país, durante todo este período?

Daryanne Caldas: O profissional de RP mostrou que o pilar de uma organização, de uma empresa ou de uma instituição é o público. Antigamente esta relação era muito unilateral. Esse profissional veio contribuir para que as organizações pudessem atender as demandas de seus públicos que a cada dia se tornam mais exigentes.

VRP: Para você, a grade do curso da faculdade satisfez o que era esperado por você? Por quê?

Daryanne Caldas: Bom na verdade a grade do curso me surpreendeu bastante pois me mostrou um leque de possibilidades de atuação que até então eu não conhecia

VRP: Qual mensagem você diria para quem está iniciando no curso de Relações Públicas e para os recém formados na área?

Daryanne Caldas: Para os que estão entrando eu diria que se dediquem e aproveite os anos na faculdade para ganhar experiência, para quando se formarem já saírem da universidade com bastante experiência. Para os que, assim como eu, estão se formando agora só desejo perseverança para que possamos um dia conseguir nosso lugarzinho ao sol.

VRP: Agora, brincando de adivinhar o futuro, como você acredita que estará o panorama das Relações Públicas no seu segundo centenário brasileiro?

Daryanne Caldas: Acredito que mais valorizada, com um mercado amplo e consolidado.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s