Tendências: Organizações e a comunicação da sustentabilidade? – PARTE I

imagem_cortadaDiversos fatores têm tornado o conceito da Sustentabilidade mais presente na mídia, no universo acadêmico e na tomada de decisões das grandes corporações. Não é audacioso afirmar que este seja um tema crucial em todo o mundo! Neste cenário, observa-se uma grande oportunidade e, ao mesmo tempo, um grande desafio aos comunicadores.

Sendo assim, com o objetivo de contribuir com informações qualificadas, o GT de Mercado do Versátil RP trará uma série – com três posts – sobre “Tendências da Comunicação da Sustentabilidade”, baseadas na publicação realizada pelo jornalista, escritor e publisher da revista Ideia Sustentável, Ricardo Voltolini.

Usando sua metodologia OTS (Observatório de Tendências em Sustentabilidade), a Ideia Sustentável mapeou e identificou, a partir da análise de dados gerados por organizações globais produtoras de conhecimento em sustentabilidade – 11 tendências de comunicação da sustentabilidade. Confira, neste primeiro post da série, as três primeiras tendências identificadas:

1.) Consumidores exigentes, mais comunicação: As empresas estão comunicando mais a sustentabilidade por meio da propaganda de produtos e de valores institucionais. Esse é um movimento que tende a se expandir em todo o mundo como uma resposta ao crescente interesse dos consumidores e às demandas por mais transparência. Stakeholders mais exigentes, concorrentes mais interessados e atuantes e agências reguladoras mais fiscalizadoras contribuem ainda para compor um cenário muito favorável à comunicação da sustentabilidade.

2) Inovação puxa comunicação de produtos: O crescimento da comunicação da sustentabilidade em todo o mundo está, de alguma forma, ligado ao fato de que o tema entrou para valer no campo da inovação. Para a FDI Element, braço de comunicação em sustentabilidade da consultoria FTI, a valorização da sustentabilidade como vantagem competitiva tem levado cada vez mais empresas a comunicar não só aspectos convencionais, como reciclagem e pegada de carbono, mas iniciativas amplas relacionadas a produtos verdes. Compromissos efetivos com soluções para as mudanças climáticas seguem em alta nos Estados Unidos e na Europa, em virtude da relevância da questão e da crescente sensibilidade dos consumidores em relação a ela.

3) A velha história da lição de casa primeiro…: Cada vez mais empresas estão preocupadas em melhorar o desempenho em sustentabilidade antes de comunicá-la. Mas a história recente mostra que, contrariando o bom senso, muitas companhias quebraram a cara por botar o discurso distantes da prática. Você provavelmente conhece pelo menos uma empresa brasileira que cometeu esse equívoco! Pense um pouco a respeito, possivelmente se recordará de algum caso!

E aí, gostou do tema? Acompanhe, em breve, os próximos posts da série e contribua também com sua opinião e experiências relacionadas a este assunto!

Anúncios

Um pensamento sobre “Tendências: Organizações e a comunicação da sustentabilidade? – PARTE I

  1. Pingback: Tendências: Organizações e a comunicação da sustentabilidade – PARTE II | Versátil RP

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s