#VRPnoPS2015 1 – Antes de falar, escute!

Por Camila Freitas e Lais Rodrigues

Durante os dias 15 e 16 de maio foi realizada a terceira edição do Planner Summit, evento da Media Education em parceria com a Fundação Cásper Líbero. O projeto tem como objetivo a busca do “pensar diferente”, trazendo profissionais incríveis com bastante experiência na área de planejamento estratégico e proporcionando a troca em provocações de desconstrução e renovação.

As nossas versáteis Camila Freitas e Lais Rodrigues estiveram lá no dia 16 e contam pra gente desde como é preciso ouvir antes de falar até como precisamos duvidar de tudo, inclusive do planejamento. As palestras foram divididas por postagem, para que você aproveite ao máximo cada conteúdo com a série #VRPnoPS2015.

Etnografia e consumer insights: antes de falar, escute!

IMG_20150516_092608330

Planejamento e pesquisa sempre andaram lado a lado no desenvolvimento de campanhas. Ali a pesquisa é a forma de como você entende o público, mas que não diz com 100% de precisão o que é certo.

Na palestra de Amnah Asad, da agência Flagcx, ela contou sobre a importância de conhecer o público-alvo da sua campanha, de ir além dos dados adquiridos e de procurar entender por meio de pesquisas de campo o que realmente pensa o consumidor e qual é a sua realidade: olhar para os consumers mais como amigos e descobrir o que realmente é relevante para eles. O que as pessoas sentem e querem?

O consumer insights (sentimento do consumidor, em inglês) é essencial, tanto no meio digital quanto no real, pois hoje em dia o consumidor muda de opinião em segundos e os planejadores precisam estar atentos a essas mudanças.

Como exemplos, Amnah trouxe o case “Risqué – Homens que amamos X Brand Feminism”, já que o contexto atual em que a sociedade vive dá visibilidade para o movimento feminista, mas a empresa de esmaltes foi infeliz ao favorecer as atitudes masculinas, sendo mal vista por consumidores e ativistas. No case “Pre Digital Moms X Millenium Parents”, ela abordou como, por inúmeras vezes, mantemos a visão de mães que veem a tecnologia como um “bicho de sete cabeças”, mas que, na verdade, são mamães já inseridas nesse mundo tecnológico.

IMG_20150516_094249755

Asad também falou sobre a importância da metodologia e que não devemos ficar “presos” às metodologias tradicionais, mas adaptá-las para assim conseguirmos trazer o consumidor para perto da marca, caso da pesquisa etnográfica. Esse tipo de pesquisa se baseia na observação in loco e levantamento de hipóteses, em que, baseados na sua interpretação, tira-se conclusões em relação a uma classe social, por exemplo. Há ainda a netnografia, ou etnografia virtual, em que a pesquisa acontece no campo virtual.

Etnografia significa experimentar/viver situações. Todavia, acabamos fazendo “safáris humanos”, como a própria Amnah menciona, vendo a situação de uma maneira muito distante. O planejador e o pesquisador precisam ser empáticos, ou seja, entender e se colocar no lugar do outro e não ter pré-conceitos, como é o caso de separação de gêneros.

Como bons planners, não devemos nos sentir “em casa” em lugar algum, mas buscar pela quebra de paradigmas, descobrir o que há por trás de uma necessidade. Entender que insight é diferente de ideias,  mas igual a verdade. Precisamos de insights e ideias que conectem, ser esponja da teórica com a prática.

Até mais!

Anúncios

2 pensamentos sobre “#VRPnoPS2015 1 – Antes de falar, escute!

  1. Pingback: #VRPnoPS2015 4 – Não importa o que a gente acha | Versátil RP

  2. Pingback: Profissão Social Media: áreas de atuação e fontes para estudo – Estudando Social Media

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s