5 motivos para o profissional de marketing digital ser valorizado nas empresas

Por Tânia d’Ávila

Relações públicas, jornalismo, publicidade, marketing… há diversas habilitações dentro da área de comunicação e, dentro de cada uma dessas habilitações, é possível desempenhar variadas funções.

Uma dessas funções é o marketing digital. Embora eu acredite que o relações-públicas seja o profissional mais capacitado para atuar nessa vertente, nada impede que um profissional formado em outra área da comunicação também atue no digital, desde que, obviamente, tenha conhecimento para isso.

A grande questão, porém, é que por ser uma área relativamente nova, há diversas empresas que ainda não sabem como ativar e cuidar dos seus canais digitais. Além disso, como o marketing digital envolve a gestão das mais variadas redes sociais, muitos acreditam que qualquer pessoa possa cuidar dessa parte.

Dessa forma, não é incomum ver jovens que se consideram heavy users das redes sociais se candidatarem para trabalhar com marketing digital, mesmo não sendo profissionais (ou estudantes) da área. E também não é incomum ver empresas cogitarem a substituição de profissionais por simpatizantes da área, já que isso significaria uma redução de custos.

Considerando esse cenário, seguem algumas dicas para fazer com que seu trabalho seja devidamente reconhecido e valorizado no seu ambiente profissional:

  1. Apresente casos de gerenciamento de crise mal sucedidos nas redes sociais: enquanto tudo vai bem, o trabalho parece fácil e, em alguns casos, até imperceptível. Mas o que aconteceria se estourasse uma crise nas redes sociais da empresa? Será que a marca, sem um profissional de comunicação, estaria apta para geri-la? Para ajudar na reflexão, vale mostrar cases de marcas que não souberam gerenciar a crise no ambiente digital e, consequentemente, colocaram sua reputação em risco, como o recente caso do Quitandinha. Vale, também, mostrar cases bem sucedidos de crise, provando que bons gerenciamentos são possíveis, desde que haja bons profissionais para fazê-los.

    gerenciamento-de-crise

    SERÁ QUE UMA MARCA, SEM UM PROFISSIONAL DE COMUNICAÇÃO, ESTARIA APTA A GERIR UMA CRISE?

  2. Relembre condutas que você orientou: se você trabalha em uma empresa que está começando a cuidar da presença digital, é bem provável que já tenha visto curtidas da   própria marca nos próprios posts do Facebook, afinal, as pessoas da empresa, que são   administradoras da fan page, não conhecem o mecanismo do Facebook e não costumam ter consciência de que curtir os próprios conteúdos pela própria página não é indicado. Parece apenas um detalhe, mas nós sabemos o quão importante é prestar atenção nesses detalhes e cuidar para que eles não aconteçam. Será que um simpatizante das redes sociais teria essa percepção e, principalmente, conhecimento?

    corretas-orientações-no-marketing-digital

    Orientar de maneira correta faz toda a diferença em um trabalho de marketing digital

  3. Reforce que marketing digital não é “apenas” cuidar das redes sociais: embora a gestão das redes sociais seja de extrema importância, devendo ser feita por um profissional, o trabalho de marketing digital não se restringe a esse campo. A estratégia da presença digital da marca engloba diversos fatores, entre eles, o planejamento e a gestão do site, estratégias de SEO (Search Engine Optimization), anúncios online (Adwords, Facebook Ads, LinkedIn Ads), métricas, monitoramento e o acompanhamento do desempenho dos concorrentes no ambiente digital. Além disso, o próprio trabalho nas redes sociais vai além de simplesmente compartilhar conteúdo – é necessário pensar na linha editorial, no tom de voz da marca, cuidar das interações e estar sempre atento para resolver possíveis imprevistos. Ou seja, trabalhar com marketing digital está longe de significar “passar o dia inteiro stalkeando amigos no Facebook”. 

    Presença-Digital

    PRESENÇA DIGITAL – MAIS DO QUE REDES SOCIAIS

  4. Resgate o antes e o depois da marca, mostrando um comparativo dos resultados alcançados: quando você começou a cuidar da marca ela não aparecia nos primeiros resultados do Google, o número de acessos ao site era baixo, as redes sociais praticamente não eram atualizadas e, quando tinha novo conteúdo, não era coerente com a marca. Agora, o rankeamento no Google melhorou, o número de acessos ao site aumentou e é possível perceber consistência nos conteúdos postados nas redes sociais, além de haver frequência diária nas atualizações. Se você se identifica com essa situação, provavelmente o crescimento da empresa no ambiente digital também impactou positivamente o ROI da marca.

    gráfico-de-crescimento-nas-redes-sociais

    O CRESCIMENTO DA EMPRESA NO AMBIENTE DIGITAL COSTUMA IMPACTAR POSITIVAMENTE O ROI DA MARCA.

  5. Mostre que todas as iniciativas foram estratégicas: essa é complementar à dica anterior -mostre que toda a evolução da presença digital dependeu de iniciativas que foram propostas estrategicamente. E, para isso, só tendo conhecimento na área, ou seja, não basta ser heavy user.

Dica bônus: faça uma relação de livros e sites que abordam os mais variados temas de marketing digital, com o objetivo de mostrar para a empresa a dimensão e a complexidade da área.

E se, mesmo assim, a empresa não se convencer de que o melhor a ser feito é ter um profissional de comunicação para cuidar de sua presença digital, talvez ela precise de tempo para entender na prática a falta que um profissional com essa expertise faz em sua equipe.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s