Sou introvertido e me formei em relações públicas. E agora?

Por Tânia d’Ávila

Se você estuda ou é formado em relações públicas, provavelmente já foi rotulado como extrovertido. E se em algum momento comentou que não gostava de estar entre muitas pessoas, pode ter se deparado com reações espantosas.

Há um estereótipo de que os profissionais de comunicação precisam ser comunicativos, mas, embora pareça contraditório, essa não é uma regra – os introvertidos também podem ser excelentes profissionais de relações públicas e comunicação.

É verdade que as pessoas extrovertidas costumam ter, naturalmente, mais facilidade para se relacionar, mas, não necessariamente, uma pessoa introvertida é uma pessoa tímida. Falar em público e estar constantemente em contato com outras pessoas podem não ser as atividades preferidas de um introvertido, mas não significa que ele não seja capaz de lidar com essas situações ou de desenvolver essas habilidades.

Além disso, os introvertidos têm características essenciais para trabalhar com comunicação. São observadores, analíticos e bons ouvintes. São aqueles profissionais que tomam decisões racionais e não impulsivas, pois, embora sejam mais na deles, estão sempre ligados ao que acontece à sua volta. Prestam atenção aos detalhes e suas colocações costumam ser bastante pertinentes com o cenário em que estão inseridos. Muitas vezes, podem passar longos períodos em silêncio enquanto o restante da equipe discute determinado assunto, mas é durante esse silêncio que ele observa e analisa o contexto. É comum que quando faça uma colocação, simplifique e resuma o que a equipe estava discutindo há horas. E, por serem bons ouvintes, são considerados ótimos líderes, uma vez que estão sempre abertos para ouvir as ideias de sua equipe, conseguindo extrair o melhor de cada uma delas.

Já um profissional de relações públicas precisa prezar pela informação, transformando-a em uma mensagem para o seu público. O segredo, aqui, é saber como e para quem direcionar a mensagem, garantindo que ela chegue ao público-alvo da melhor maneira possível. Ou seja, é um trabalho estratégico. E as pessoas introvertidas, por sua capacidade analítica, podem ser ótimos estrategistas.

relações-públicas-introvertidos-extrovertidos

Diversas são as diferenças entre o extrovertido e o introvertido, mas há espaço para as duas personalidades atuarem na área de relações públicas.

Entende-se, assim, que se comunicar vai muito além dos estereótipo de “falar em público” e “estar sempre rodeado por pessoas”, podendo ser colocada em prática por meio de textos e ações estratégicas, atividades que uma pessoa introvertida costuma se identificar bastante.

Portanto, esse perfil de profissional tem plena capacidade para atuar na área de relações públicas e comunicação. Então, se você é relações-públicas e introvertido, fique tranquilo – não é necessário mudar de área. Você deve, apenas, buscar atividades dentro da profissão onde possa explorar as suas características natas da melhor forma!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s