#04 RP de A a Z: o dicionário de termos do bom comunicador

Olá!

Hoje encerramos mais uma série aqui no VRP (você pode conferir tudo aqui). A quarta lista da “RP de A a Z” contempla o dicionário comunicador das letras R à Z. Claro, existem muitos outros termos e interpretações além das apresentadas aqui, basta você continuar sua jornada em busca de mais e mais conhecimento nesse mundo maravilhoso das relações públicas.

vrp02

Rádio corporativa – Canal de comunicação com os stakeholders de uma empresa, normalmente utilizado para a comunicação interna com colaboradores de nível hierárquico mais baixo, considerando o organograma da empresa. Além de músicas selecionadas pela empresa, outras informações podem ser passadas, tais como eventos, procedimentos, dicas e institucional.

Report – Em tradução literal do inglês para português, é um relatório. Pode ser qualquer tipo de relatório para qualquer fim, para reportar um resultado, um desdobramento, um impacto de uma campanha, ação, posicionamento etc.

ROI – Em inglês, “return on investment”. Em português é o retorno sobre investimento. Ou seja, é uma forma de calcular o quanto se investiu e o quanto ganhou (o retorno) em uma campanha, ação ou objetivo. Muito usado para campanhas de publicidade online e estratégias que envolvem itens intangíveis, tal como valor de marca, reputação, fidelização etc.

RPG – Sigla para relações públicas governamentais. Isto é, comunicador que gerencia os meios de comunicação de organizações públicas, em suas diversas esferas (municipal, estadual, federal) e tem como objetivo estabelecer o relacionamento entre governantes e governados, difundindo questões governamentais significativas e que afetam a população como um todo.

RRPP – Assim como RP, no Brasil, RRPP é a sigla para relações públicas na língua espanhola, utilizada, principalmente em quase toda a América Latina. No idioma, quando se tem uma sigla cujo significado tem uma palavra no plural, deve-se repetir a letra, ficando assim, ao invés de RP, RRPP, já que “relações” e “públicas” são duas palavras no plural.

RS – Sigla para “Responsabilidade Social”, que é quando empresas adotam, de forma voluntária, responsabilidade perante a sociedade para com os seus atos, ações e posicionamentos. A empresa então se conscientiza que ela faz parte de toda uma sociedade, que está inserida no mesmo ciclo que essa sociedade, e precisa contribuir com a mesma, existindo de forma responsável e com equilíbrio em sua existência. No setor de RS são planejadas ações que visam isso, que promovam a educação, a sustentabilidade, a manutenção do meio ambiente, a inclusão etc.

SAC 2.0 – É quando a empresa não só dispõe de ferramentas e plataformas digitais, como passa a utilizar estes canais e interagir com seus consumidores. Além disso, conhecendo seu público e se adaptando às suas necessidades e demandas, entendendo qual é a melhor forma de se comunicar com o mesmo e fazendo tudo isso, de preferência, em tempo real, dando e recebendo feedback e adotando este posicionamento para atuar.

Segmento – Campo de atuação, grande área a qual uma empresa pertence e está relacionada, expertise de produtos e serviços… Por exemplo, uma escola pertence ao segmento da Educação, assim como um banco é do segmento de Finanças e uma incorporadora é do segmento imobiliário, e assim por diante. Esse segmento e tudo o que está relacionado ao mesmo exerce influência direta e indiretamente na companhia.

SEO – Sigla para “Search Engine Optimization”, em inglês. SEO é um conjunto de técnicas e métodos que visa melhorar o posicionamento de uma companhia, marca ou hotsite no sistema de monitoramento e buscas, como é o caso dos sistemas de buscas Google e Bing, por exemplo. Algumas delas são destacar palavras em negrito ou utilizar repetição de palavras que quer que sejam visualizadas, seguindo uma série de regras, para que então sua página apareça em boa posição nas páginas elencadas pelo sistema de monitoramento, sem que haja pagamento de publicidade/campanhas, como acontece quando gerencia via Google Adwords.

Sinergia – Nada mais é do que a convergência de várias partes em prol de um objetivo, ou seja, quando pessoas, equipes, departamentos e/ou áreas se unem realizando uma “força-tarefa” para alcançar determinado fim, seja ele por prazo determinado ou não.

Slogan – Parte da identidade de uma marca, sendo uma palavra ou citação curta, normalmente de fácil memorização, que representa aquela empresa ou produto e que pode expressar uma série de conceitos enrustidos ali. Também pode fazer parte de um momento da empresa, de acordo com seus objetivos, como é o caso da “Coca-Cola”, por exemplo, que muda seu slogan constantemente, sendo este componente legalmente mutável.

Social Media – Em tradução literal do inglês para o português: são as mídias sociais. Ou seja, canais de relacionamentos sociais que demandam de conexão com internet e uma plataforma para que haja interação e engajamento. Essa área da comunicação comanda desde planejamento de posicionamento e conteúdo nesse meio, como a produção dos mesmos, monitoramento do impacto e sentimentos gerados a partir disso e avaliação do retorno obtido pelas análises realizadas, entre outras.

Speech – Do inglês para o português, é um discurso. Em comunicação, normalmente é o discurso de um porta-voz durante um pronunciamento, palestra, evento etc.

Staff – Em tradução literal, equipe. Ou o conjunto de pessoas que compõem um quadro de funcionários, podendo ser, especificamente, assessores de políticos, celebridades etc.

Stakeholders – Todos os públicos que são afetados por uma empresa, não sendo apenas o público-alvo da mesma, mas indo além, sendo um público estratégico dela.

SWOT – Sigla do termo inglês para Strenghts (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças). É uma matriz para uma técnica elaborada pelo norte-americano Albert Humphrey, onde se analisa as influências do ambiente interno e externo de uma empresa no negócio como um todo ou em uma área específica dela, tal como assessoria de imprensa, por exemplo. Em português também é chamada de FOFA, existindo a SWOT adaptada, técnica para a visão de presente e futuro, desenvolvida por Eliezer da Costa.

Talking Points – São os pontos de discussão, ou seja, os tópicos a serem utilizados numa apresentação, discurso, pronunciamento, debates etc.

Digital Marketing on the Internet and Other Media

Teaser – Técnica da Publicidade e Propaganda, quando, ao anunciar um produto ou serviço, o profissional o faz de forma misteriosa, despertando a curiosidade do público-alvo, mas sem revelar, de pronto, o que é, levando as pessoas a quererem descobrir.

Trade – O trade, em assessoria de imprensa, se refere a um veículo especializado no segmento de atuação da companhia para a qual o comunicador trabalha. Seja ele jornal, revista, site, rádio ou televisão, ele só será trade se tratar especificamente do segmento da mesma, caso contrário, para aquela empresa, ele será apenas especializado. Exemplo: se é uma empresa de educação, os veículos e editorias que cobrem apenas este segmento corresponderão ao seu trade, já os que cobrem apenas automóveis serão o trade do setor automobilístico, mas para a empresa de Educação serão apenas veículos especializados no setor automobilístico e não o trade dela, tendo em vista que não cobrem Educação.

Trans-evento – Etapa do evento que se dá quando é durante a realização do mesmo. As etapas ocorrem na seguinte ordem: pré-evento, trans-evento e pós-evento.

Transnacional – São grandes empresas que possuem matriz em um determinado país, sua nação de origem, e atuam em diversas regiões pelo mundo. Este termo surgiu substituindo o termo “multinacional”, que pode gerar a interpretação de que a empresa pertence a diversas nações. Já o transnacional aponta que a organização ultrapassa as fronteiras de seu país de origem.

TV corporativa – Meio de comunicação para passar mensagens aos colaboradores, clientes e parceiros de uma empresa, normalmente com notícias gerais, informações sobre a empresa, seus produtos e seu segmento, curiosidades, ações internas desenvolvidas especificamente para este canal ou apenas divulgadas no mesmo etc. Costumam ficar em recepções, salas de espera e elevadores corporativos.

10Ms – Técnica que consiste em elencar os pontos fortes, fracos e a melhorar de 10 palavras iniciadas com M que influenciam num negócio, sendo chamado os 10 Ms de Marketing (auto-diagnóstico). As palavras são: mão-de-obra, máquinas, marketing, materiais, meio ambiente, meio físico, métodos, mensagens, money e management. Esses pontos serão avaliados de acordo com o que a empresa faz para cada um dos itens, o que trará um auto-diagnóstico e impactará diretamente no plano de comunicação da companhia.

Até a próxima série! 🙂

Fontes do dia: Wikipedia, blog “A vida de uma Acadêmica”, Responsabilidade Social, Agência Mestre, Significados, blog RunRun It e Brasil Escola.

Anúncios

Um pensamento sobre “#04 RP de A a Z: o dicionário de termos do bom comunicador

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s