ERERP 2016 – O Marco da Humanização das Relações Públicas

capa do texto v2

Eu (Taís) e Tico estivemos no 8º Encontro Regional de Estudantes de Relações Públicas em Bauru, interior de São Paulo, uma experiência incrível. Como cada um tem uma percepção de tudo o que ocorreu, vamos fazer um relato coletivo, como já fizemos aqui em outra ocasiões. Ahh, e teremos a participação do Vinicius Silano que estuda RP lá na Unesp e novamente colabora com o relato do ERERP. 🙂

Conflitos Solúveis, Empatia, Diversidade e Transformação

Estudantes e profissionais de Relações Públicas passaram o feriado prolongado debatendo e trocando experiências sobre o tema elos e conflitos. A abertura oficial do evento foi marcada por grandes nomes do mercado e do meio acadêmico, como a participação do articulador do primeiro ERERP, o Juca, que estudou RP na UNESP Bauru e atualmente trabalha com gestão da comunicação em entretenimento. Juca em tom descontraído e bem humorado teceu críticas, elogios e deu conselhos aos estudantes presentes e ainda comentou como foi a organização e a mobilização da primeira edição do evento e elogiou a cultura da participação dos atuais alunos de RP.

Na sequência a coordenadora do curso de RP da UNESP Bauru, Roseane Andrelo falou sobre a proposta pedagógica, inseriu o conceito de mídia e educação, que segundo ela, é a mídia como objeto de estudo, pressupondo a leitura crítica dos meios de comunicação. Em seguida Rafael Rodrigues, que é designer e já trabalhou como voluntário na África do Sul, falou sobre sua vivência e experiências internacionais.

Encerrando a noite em grande estilo, o professor pesquisador, autor e uma das principais referências nacionais nas Relações Públicas – Fábio França – inspirou a todos com suas palavras e elogiou a iniciativa dos estudantes. Abordando o tema conflitos solúveis, partindo da contemporaneidade das RP, mostrou o quão fundamental é o papel do profissional de Relações Públicas para a execução e planejamento da comunicação no cenário atual. França disse que a formação de RP se manteve conservadora, faltando especialização e vivência de mercado para desenvolver profissionais mais completos e atuais. Consequências disso, ele acredita que a profissão passou a ter suas atividades realizadas por profissionais de outras áreas. Além disso falou sobre elos, conflitos e a necessidade de aprender a falar a linguagem dos negócios.

Na continuidade da programação tivemos dinâmicas, mesas redondas, workshops, bate-papos, muita música e animação por todo o evento. A proposta era pautar temas relacionados à diversidade humana, às mulheres, aos negros, à comunidade LGBT, falar do que ninguém tem coragem, mergulhar nos conflitos e construir elos. No domingo todos os participantes se reuniram para avaliar e escolher a nova casa do ERERP, que será Taubaté.

Não ao Protocolo

Por Vinicius Silano

2 vinicius silano 3Não, não falarei sobre protocolo nas linhas que estão por vir. Falo sobre conteúdo. E mais, falo sobre jovens, estudantes e pessoas que querem humanizar as Relações Públicas. E o que isso tem a ver com o título do texto?

Com minha pouca experiência em eventos acadêmicos, notei que há, ou melhor, acham que há uma necessidade de focar em ternos, títulos e requinte para um evento ter grandiosidade. Porém, qualquer pessoa que passou pelo ERERP sabe que é exatamente ao contrário. Os debates, workshops e, principalmente, a vivência que nos foi proporcionada criou um atmosfera onde era possível refletir e se posicionar acerca de assuntos que poucas vezes são abordados na academia.

Teve Fabio França negando jantar para entrar numa sala e comer cachorro quente com os estudantes, alunos em colchões espalhados pelo alojamento, teve cerveja e principalmente: teve LIBERDADE! Liberdade de pensar, criar, reinventar. De ir embora com a cabeça borbulhando de ideias e vontade de mudar.

E tudo isso de chinelo, boné e o que mais quisessem. Afinal, foi um evento feito de estudantes para estudantes. Mas se lá estivessem mestres, doutores e afins, veriam que a mudança já começou, e ela não está no Lattes.

No recreio com os jovens

Por Taís Oliveira

2 tais oliveiraDesde o anúncio do tema eu estava super empolgada querendo voltar a estudar só pra fazer parte dessa trupe. O post do novembro negro com a fala da Rúbia, a trilha sonora super representativa, o post que eu pedi pra andar no recreio com os jovens…13106092_1193667094007057_1427115994_o

E aí, uns meses depois a Flávia (<3) chamou inbox e me convidou pra compor a grade do evento, morri de amores e obviamente aceitei de pronto. Comentei isso nos bastidores e repito: desde quando iniciei os estudos em RP sou muito arroz de eventos, vou em vários (na verdade, agora ando uma velha caquética e vou bem menos) e aprendi a diferenciar evento picareta de evento foda. O ERERP 2016 foi foda.

Os jovens foram maravilhosos em tudo. Organização, recepção, escolha do tema e participantes, construção e desenvolvimento da proposta. E os debates? Os chamo de jovens pela idade, mas as falas eram de gente grande. E grande em vários sentidos. Gente de coração grande. Gente que estudou o tema do qual se propôs a compartilhar. Gente com vivência e maturidade. E a representatividade? Nunca antes na minha história de arroz de eventos vi tanta mulher negra compondo mesa e podendo falar com liberdade e propriedade de suas produções, dores e anseios. E as emoções? Nunca antes na minha história de arroz de eventos eu me emocionei tanto com as coisas que ouvi. Perdi as contas das vezes que escutei “é preciso pensar em políticas públicas”. Onde já se viu jovens da comunicação falando de políticas públicas? Lá em Bauru eu vi.

Só tenho a agradecer à COE(Comissão Organizadora do ERERP) pelo convite e por permitir que o VRP fosse a mídia oficial. Ao Tico pela parceria imbatível na cobertura. E a todos os envolvidos por esses dias incríveis em Bauru. ❤

Aprendendo a Humanizar as Relações

Por Tico Marcondes

2 tico marcondesViver 4 dias de ERERP ao lado de jovens que querem fazer a diferença, humanizar as relações e fazer de conflitos os elos necessários para a transformação é revigorante!

Reconhecer que existe sim a habilidade em se relacionar, reunindo diversas opiniões e olhares passando por diversidade, mercado, humanidade, relacionamento, alegria, elos e conflitos. Isso gerou em mim a inquietação necessária para perceber que eu também posso ser a faísca da chama que aquece os que querem o melhor ao próximo.

Reconectar as “Atitudes que Conectam” que foram debatidas no 7º ERERP, que aconteceu em Curitiba em 2015, reforçando a necessidade desta conexão fortalecendo os elos tanto entre os participantes como na força de dar continuidade ao Projeto ERERP. O projeto não é apenas este encontro e convivência durante 4 dias, ele é e deverá ser continuado por todos os participantes e suas conexões para que possamos aumentar a rede de Relações Públicas Humanas, realizando ações periódicas para que o 9º ERERP, que acontecerá em 2017 em Taubaté, seja repleto de estudantes e profissionais de RP que desejam fazer com que nossa profissão seja cada vez melhor de maneira humana e não somente na visão monetária.

Deve-se, então, atentar ao equilíbrio necessário para se viver nos dias de hoje. Claro que viver bem, ter tranquilidade financeira e crescer em sua carreira é a meta de muitos. Harmonizar e deixar mais humana as relações de organizações com seus públicos é imprescindível. É equilibrar estas duas posturas profissionais, trazendo verdade, sinceridade e tendo honestidade em todos os gestos em sua vida profissional e pessoal.

A COE (Comissão Organizadora do ERERP) fez um belíssimo trabalho, desde a entrega feita a eles em Curitiba pela Fernanda, Maryani, Malu, Pedro e cia, levando como exemplo o que aconteceu em 2015, levando a Bauru a vivência e experiência adquirida colocando seus olhares, amores, sabores e desejos da construção de momentos únicos para quem participasse. Conseguiram montar uma programação recheada de excelentes mesas redondas, workshops e momentos de integração únicos para fortalecer o aprendizado, o diálogo e a integração. E realizaram de maneira belíssima mostrando em suas ações que Elos e Conflitos fazem parte das relações, são construtivos e transformadores. Fizeram um belíssimo trabalho em equipe, mostrando como serão excelentes profissionais de RP!

Orgulho da COE 2016!!

ERERP2016_vert314

Parabéns nominalmente a cada um de vocês que com muito prazer apresento: Amanda Buentes, Ana Claudia NB, Ariane Harbekon, Bárbara Tezotto, Beatriz Scursoni, Beatriz Monteir, Carla Soares, Caroline Yoshimura, Flavia Mácluf, Gabriel Kato, Gabriela Ramos, Gustavo Marques, Jennifer Quintas, Maiara Santos, Marco Matrone, Maria Eduarda “Duda” Gomes, Marília Maia, Matheus “Jaboto” Morais, Pamela Santana, Rubia Regina, Stella Sanches, Verônica de Oliveira e Victoria Fiorentini .

Reconectar a antigas amizades e construir novas, foi muito especial e importante para o crescimento e fortalecimento dos Elos.

ERERP2016_vert007O mais bonito disso tudo é poder aprender mas também compartilhar tudo o que fizemos para quem não esteve presente. Pela segunda vez pude estar presente no ERERP e fazer a cobertura pelo blog Versátil RP, que além de apoiar, incentiva e da liberdade para que possamos fazer o melhor possível. E foi isso que busquei fazer e tive o prazer de ter ao meu lado a Taís Oliveira, que fundou o VRP, que me motiva, ensina, ajuda, apoia e fez deste trabalho mais especial neste ERERP. E é como eu digo, Versatilizar as Relações é essencial!

Este 8º Encontro Regional dos Estudantes de Relações Públicas me trouxe exatamente esta percepção de que podemos sim realizar muitas coisas, juntando forças, harmonizando, resolvendo conflitos, criando elos e aprendendo dia a dia, não importa idade, credo, cidade, sexo, raça, condição social…. Todos podem e devem humanizar o mundo que vivemos!

Acompanhe a cobertura fotográfica do 8º ERERP através do link – https://www.facebook.com/media/set/?set=a.1014767078569909.1073741844.218569048189720&type=3

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s