O Tinder empresarial e o match no limbo

Lais Rodrigues

tinder-app1

Em uma sociedade cada vez mais conectada, principalmente via mobile, muitos relacionamentos também têm iniciado no mundo virtual antes de se tornarem tangíveis.

Prova disso é o aplicativo criado em 2012, e que ganhou mais notoriedade em 2013, Tinder, uma maneira descontraída de encontrar pessoas de acordo com a localização e outras preferências de cada usuário.

Após ser definido quem você gostaria de encontrar, editar suas informações de contato e até integrar o Instagram, basta escolher. Xizinho para “não”, Coraçãozinho para “sim”, Estrelinha para um “Hey! Olhe para mim, eu gostei de você!” e, então, temos as possíveis combinações.

E por falar em combinação, de repente acontece o esperado MATCH! O perfil que você gostou, gostou de você também. Infelizmente, muitos não passam disso…

E quando o match no limbo vem de uma empresa?

Pense na seguinte situação: a organização está lá nas vitrines off e online (não necessariamente nas duas). Tem fotos bonitas, frases de efeito, um perfil encantador, o tipo ideal para você se apaixonar. “Oi, veja como eu sou legal. Você vai querer me conhecer, vou te proporcionar uma ótima experiência”, ela diz.“Uau! Sim, eu quero!”, o consumidor pensa.

A partir daí, ele aperta o coraçãozinho e:

COME-ISCRIVERSI-SU-TINDER

QUE DEMAIS, ACONTECEU O MATCH!

Eles estão prontos para iniciar uma conversa, se conhecer melhor e, quem sabe, ter um relacionamento. Afinal, várias expectativas a respeito da empresa foram criadas. O interessado quer que ela se comunique não apenas pela sua vitrine, mas acabou caindo no limbo…

Por que ela quis te conquistar, se não está a fim do relacionamento? Poxa, nem para saber se você está bem, feliz, satisfeito…

“Ok, talvez seja melhor eu enviar uma mensagem. Tenho dúvidas, sei lá, queria uma informação ”, o consumidor pensa. Tenta. Mas a sua mensagem fica esquecida, como a sua combinação  – e aqui podemos trocar por identificação – no início.

Poderia ser só mais uma história engraçada de alguém que se interessou pela embalagem bonitinha e descobriu que embalagem era a única coisa oferecida. Entretanto, ainda nos dias de hoje, vemos empresas que se apresentam de uma maneira encantadora aos olhos do público que deseja conquistar, mas na hora de se relacionar simplesmente somem.

Uma organização precisar ser o que ela diz ser e fazer o que ela diz que faz. Já dizia Tio Kotler que é mais difícil conquistar novos clientes do que manter um antigo.

Então, por que ainda patinar no modo de se relacionar?

Como empresa, não faça promessas que não pretende cumprir. Seja clara, objetiva, responda, mostre que se importa com seu público e não seja só mais “aquele cara” que virou motivo de desabafo na roda de amigos.

Por fim, é preciso entender, também, quem fica frustrado por experiências ruins. Nos relacionamentos entre pessoas, elas podem perder o interesse. No mundo dos negócios sua reputação pode custar mais do que alguns corações partidos.

Anúncios

Um pensamento sobre “O Tinder empresarial e o match no limbo

  1. Pingback: “Te ligo amanhã”, assinado Empresa | Versátil RP

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s