Repercussão sobre a Lei de Acesso à Informação no Twitter

Recentemente tenho falado bastante sobre a Lei de Acesso à Informação (aqui e aqui) por conta do projeto na SP Aberta e na última semana a LAI virou pauta nos principais jornais de editoria política.

Toda a polêmica se deu por conta do áudio vazado do, até então, chefe de gabinete da Secretaria Especial de Comunicação da gestão atual da cidade de São Paulo. Durante diálogos na reunião da Comissão Municipal de Acesso à Informação (Cmai) o chefe de gabinete afirmou agir para dificultar o acesso de jornalistas a dados da administração pública solicitados via Lei de Acesso à Informação.

O primeiro portal a dar a matéria foi o Estadão e durante as horas conseguintes a notícia repercutiu em vários canais, ambientes e perfis. Na sequência o chefe de gabinete foi exonerado e o Ministério Público Estadual de São Paulo instaurou inquérito civil para apurar a conduta dos envolvidos.

Dentre esses diversos canais de repercussão, está o Twitter e a sua resistente função de propagar pautas. Observando a timeline, fiquei interessada em saber quem são as pessoas ou perfis referências no debate nessa mídia especificamente e ainda, será que a polêmica colaborou para difundir a função e os benefícios da LAI para os cidadãos?

A partir disso, monitoramos os termos relacionados [“lei de acesso a informação” OR LAI OR “Lucas Tavares” OR (Doria AND Dados) lang:pt] via Netlytic entre os dias 8 e 14 de novembro. O dataset resultou em cerca de 2 mil interações, a maioria retwitando os perfis centrais e algumas poucas conversas nas respostas.

Dentre os cinco principais clusters formados pela quantidade de retweetes, encontram-se o próprio Jornal Estadão, o ex-Prefeito de São Paulo Fernando Haddad, o perfil satírico Pato Corporation e os perfis de Luiz Hygino e a Pedro Lapera que aparentemente não seguem uma “editoria” política em seus perfis, mas fizeram um gracejo relacionado com a temática do momento.

Nos cluster menores é possível notar forte engajamento do meio jornalístico com Jornalismo Wando, José Roberto Toledo – jornalista do Estadão e criador do Estadão Dados e Leandro Demori – jornalista na revista Piauí e diretor da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo). Aproveitando a pauta, o Ministério da Transparência compartilhou um vídeo explicando o que é a LAI e o perfil do Deputado Ivan Valente cumpriu seu papel de oposição partidária e criticou o fato. Talvez a @ mais fora da curva vem com a intervenção do cantor Lucas Santtana sendo a mais fora da bolha de jornalistas e políticos, embora sua militância política seja visível em seu posicionamento artístico.

 

Acolho a hipótese de que Lucas Santanna tenha sido o ator que mais contribuiu para difundir a LAI, levando em consideração que seu público é audiência majoritária pelo fator musical e não pelas pautas políticas e nem pelo jornalismo e esses por sua vez tenham mais probabilidade de já ter ouvido falar da LAI em decorrência da militância, engajamento e fator profissional.

A matéria do Estadão, a tweetada por Lucas, inclusive, traz um infográfico explicando o que é a LAI, como solicitar pedidos, quais os prazos, as instâncias em caso de recursos e ainda exemplos de pedidos de informação. Propagar esse tipo de material para a totalidade da população é muito importante, sobretudo diante de um contexto de retrocessos, portanto, embora a partir de um fato de denúncia de conduta irregular é possível observar como positiva as conversas em torno do tema.

Ponto positivo para a matéria de Luiz Fernando Toledo que, além de denunciar, ensina. E ponto positivo para o Twitter que segue sendo o melhor lugar. <3

About Taís Oliveira

É co-fundadora e colunista no Versátil RP, formada em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas pela FAPCOM e mestranda no Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais da UFABC, linha de pesquisa Cultura, Comunicação e Dinâmica Social.

View all posts by Taís Oliveira →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *